Leia também:
X Equador: Presidente confirma morte de jornalistas

Confronto entre Israel e Palestina deixa um morto

Um palestino morreu e 163 pessoas ficaram feridas em protesto

Gabriel Gontijo - 13/04/2018 16h04 | atualizado em 13/04/2018 18h13

Manifestante palestina lança pedra contra exército israelense Foto: EFE

Manifestantes palestinos e soldados israelenses voltaram a entrar em confronto na fronteira entre a Faixa de Gaza e Israel. Nesta sexta-feira (13), na região, um palestino morreu e 163 ficaram feridos, segundo autoridades de saúde em Gaza.

Alguns manifestantes atiraram pedras contra soldados israelenses, que responderam com tiros, de acordo com relato da Agencia France-Presse. O Ministério da Saúde de Gaza afirmou que um dos palestinos, Islam Herzallah, de 28 anos, foi atingido na cabeça. Ele estava no leste da cidade de Gaza e levado ao hospital onde faleceu.

Os organizadores dos protestos pediram aos palestinos que bandeiras de Israel fossem queimadas e agitadas as da Palestina. Em um dos protestos, foi queimada uma bandeira israelense com a foto do presidente americano Donald Trump, que em dezembro reconheceu Jerusalém como capital de Israel. A decisão foi considerada polêmica já que os palestinos querem Jerusalém Oriental como capital de seu futuro Estado.

Esse é o terceiro confronto desde a convocação, apoiada pelo Hamas (grupo extremista da Palestina), de seis semanas de manifestações contra o bloqueio fronteiriço do enclave palestino.

Os palestinos defendem a volta de 700 mil pessoas expulsas de suas terras, ou que fugiram durante a guerra que se seguiu à criação de Israel em 14 de maio de 1948, há quase 70 anos.

Israel é contra esse pedido, que representa um dos principais entraves para a paz na região. Para o governo israelense, o retorno dos refugiados palestinos equivale à destruição do “Estado judeu”.

Leia também1 Donald Trump diz que nunca anunciou ataque à Síria
2 Cercado de explosivos, local de batismo de Jesus atrai fiéis
3 Silas Malafaia publica vídeo de viagem a Jerusalém

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.