Leia também:
X EUA acusam Talibã de barrar saída de afegãos do Afeganistão

Comissária sugere que mãe cole máscara na filha de 2 anos

Passageira publicou desabafo nas redes sociais

Thamirys Andrade - 19/08/2021 12h17 | atualizado em 19/08/2021 12h32

Mãe reclama que comissária recomendou colar máscara na filha de 2 anos
Caso ocorreu em voo da Southwest de Orlando para Norfolk Foto: Reprodução

Uma passageira de um voo da Southwest fez um desabafo em suas redes sociais após uma comissária de bordo sugerir que ela usasse cola para grudar a máscara de proteção contra o coronavírus ao rosto de sua filha de 2 anos de idade.

O caso teria ocorrido no último dia 12 de agosto, durante viagem com destino a Norfolk. Na ocasião, a filha caçula de Ali Cleek começou a chorar e tentar retirar a máscara do rosto para chupar o dedo e se acalmar.

– Drew chupa o polegar, e sua única maneira de se acalmar biologicamente é chupando o dedo, o que é quase impossível com uma máscara – explicou Cleek.

Ali relata que as comissárias observavam de pé enquanto Ali e seu marido tentavam fazer a menina manter a máscara no rosto. Nos Estados Unidos é obrigatório que crianças a partir dos 2 anos de idade utilizem o acessório de proteção cobrindo o nariz e a boca durante o voo.

Segundo a mãe da criança, uma das comissárias sugeriu duas “soluções” em tom sarcástico: a primeira seria fazer um buraco na máscara para que a menina chupasse o dedo e a segunda seria colar o acessório no rosto da menina. A aeromoça teria até mesmo oferecido cola para o casal, conforme conta Ali.

Após o ocorrido, a mãe da menina afirmou que entende e respeita as leis sobre as medidas contra o coronavírus, mas que era necessário compaixão, por parte das comissárias, em meio àquele tipo de situação.

– Eu não gosto de ser essa pessoa. Usar uma máscara é uma lei federal, eu entendo. Eu respeito isso. Mas, em algum ponto, temos que ter decência humana. Compaixão. Eu realmente não tenho palavras – assinalou a passageira.

À Fox News, Cleek relatou ter recebido um pedido de desculpas da Southwest, que garantiu que conversará com a tripulação do voo. Em resposta, Ali declarou que, além das desculpas, espera que a companhia aérea treine seus funcionários para agirem de forma adequada em casos do tipo.

Leia também1 EUA acusam Talibã de barrar saída de afegãos do Afeganistão
2 Biden previa controle do Talibã no Afeganistão só no fim do ano
3 EUA declaram escassez histórica de água e fazem racionamento
4 Cuba aprova decreto de internet que inibe manifestações contra o governo
5 FMI bloqueia acesso do Talibã a cerca de US$ 400 milhões

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.