Leia também:
X JBS é alvo de ataque hacker que pode causar escassez de carne

Cofundadora do BLM pediu “fim do projeto imperialista” de Israel

Declarações dadas em 2015 voltaram a ser destaque na imprensa internacional

Ana Luiza Menezes - 02/06/2021 15h36 | atualizado em 02/06/2021 21h10

Patrisse Khan-Cullors fundadora do black lives matter
Patrisse Cullors Foto: Reprodução

Durante um painel na Escola de Direito de Harvard, nos EUA, em 2015, Patrisse Cullors, cofundadora do Black Lives Matter, pediu pelo fim do “projeto imperialista que é chamado de Israel”. Na ocasião, ela compartilhou sua experiência de ter visitado Gaza e a Cisjordânia com uma delegação de outros esquerdistas.

Esta semana o caso voltou a ganhar destaque na imprensa internacional. De acordo com informações do Mail One, Cullors disse ainda que viu violência e terror sendo cometidos por “israelenses e sionistas” às custas dos palestinos.

– A Palestina é a África do Sul da nossa geração. Se não agirmos com ousadia e coragem para encerrar o projeto imperialista que se chama Israel, estamos condenados – falou.

No último domingo (30), o colunista do Boston Globe, Jeff Jacoby, usou o Twitter para afirmar que Cullors “tem o mesmo objetivo do Hamas, da OLP e do aiatolá do Irã”.

– Quaisquer que sejam suas diferenças, eles são todos antissemitas que anseiam [por] expulsar os judeus para o mar – avaliou ele.

Leia também1 Após denúncias, fundadora do Black Live Matters deixa o posto
2 Fundadora do Black Lives Matter gasta milhões em casas de luxo
3 NY: Manifestação do Black Lives Matter termina com 11 presos
4 Movimento Black Lives Matter é indicado ao Prêmio Nobel da Paz
5 Black Lives Matter apaga página sobre fim da família tradicional

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.