Leia também:
X Artigo é questionado por dizer que lockdown não funciona

Cientistas criam sensor para implantar na pele e detectar vírus

Nos EUA, pesquisadores da DARPA têm trabalhado para acabar com as pandemias

Ana Luiza Menezes - 14/04/2021 00h31 | atualizado em 14/04/2021 15h42

Pentágono cria sensor que, se implantado no corpo, detecta se assintomáticos desenvolvem a Covid Foto: Reprodução/CBS/60 Minutes

Nos Estados Unidos, cientistas estão criando programas que visam acabar com as pandemias. Uma reportagem do programa 60 Minutes, da CBS, revelou que militares desenvolveram um sensor que detecta o novo coronavírus antes mesmo de o paciente apresentar algum sintoma.

O sensor deve ser inserido na pele. Ele tem o poder de apontar se uma pessoa assintomática está infectada pela Covid-19.

O objetivo do projeto é oferecer a capacidade de prevenção de um surto de doença, por exemplo, em um navio e também em outros lugares.

A informação, divulgada no último domingo (11) pela CBS, apontou ainda a criação de um filtro revolucionário criado para remover a Covid-19 do sangue por meio de uma máquina de diálise.

Pesquisadores da Defense Advanced Research Projects Agency (DARPA) vêm trabalhando há anos em maneiras de evitar o surgimento de pandemias.

Matt Hepburn, coronel aposentado e médico infectologista do exército americano que liderou a resposta da DARPA à pandemia, mostrou o sensor ao jornalista Bill Whitaker, da CBS.

A equipe de reportagem também foi autorizada a mostrar a ação da máquina de diálise (que remove o vírus do sangue). Um teste foi feito na “Paciente 16”, que é esposa de um militar. Poucos dias após o tratamento, ela havia se recuperado totalmente.

Leia também1 Artigo é questionado por dizer que lockdown não funciona
2 Argentina defende vacina e nega colapso de hospitais
3 Biden diz ter vacina suficiente para toda população americana
4 Estudo brasileiro diz que Covid pode causar danos oculares
5 Estados Unidos dizem que coágulos com vacinas da J&J são raros

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.