Leia também:
X Enorme multidão se reúne em Washington em apoio a Trump

Chinês envenenado produziria série sobre Mao Tsé-Tung

Série iria mesclar elementos de ficção científica e críticas ao governo do ditador

Pierre Borges - 06/01/2021 14h32 | atualizado em 06/01/2021 15h33

bilionário Qin Li, logo da netflix e mao tse tung
Bilionário envenenado Foto: Reprodução

O bilionário Qin Li, morto por envenenamento em 25 de dezembro, fechou uma parceria com a Netflix em setembro para produzir uma série de ficção científica com críticas à chamada “Revolução Cultural”, o processo usado para a implementação do comunismo na China, liderado pelo ditador Mao Tsé-Tung.

Segundo o historiador Rudolph J. Rummel, 77 milhões de mortes são atribuídas ao governo de Mao

Qin Li era presidente executivo da empresa Yoozoo, criadora do jogo Game of Thrones: Winter is Coming. Sem mais detalhes sobre o caso, a polícia chinesa informou que Xu Yao, um dos colegas de Qin e executivo da Yoozoo, seria o principal suspeito do assassinato.

A série que o chinês produziria, seria a adaptação dos livros da saga O Problema dos Três Corpos, romance chinês situado na década de 60, década em que a ditadura de Mao Tsé-Tung foi implementada na China. Segundo o historiador Rudolph J. Rummel, 77 milhões de mortes são atribuídas ao governo de Mao.

Leia também1 EUA: Trump proíbe transações em aplicativos chineses
2 Veja ameaças e prisões políticas da China contra opositores
3 Bilionário chinês 'desaparece' após fazer críticas ao governo
4 Jornalista chinesa é condenada por cobrir a pandemia na China
5 Bolsonaro suspende compra de seringas devido à alta nos preços

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.