Leia também:
X Cuba diz ter sido vítima de “atos terroristas” dos EUA

China se incomoda com suspeita dos EUA sobre origem da Covid

Reação surge após Biden anunciar reforço nas investigações sobre surgimento do vírus

Gabriela Doria - 27/05/2021 14h41

Presidente da China, Xi Jinping Foto: EFE/Mark Schiefelbein

Após o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciar que o serviço de inteligência americana produziria um relatório com informações sobre a possível origem da Covid-19, o governo chinês acusou os órgãos de inteligência dos EUA de terem “uma história sombria”.

A tentativa de descreditar o governo norte-americano surge no momento em que a potência ocidental irá dizer ao mundo se o novo coronavírus se espalhou após um acidente em um laboratório em Wuhan – teoria que a China considera ofensiva -, ou se foi fruto do contato entre humanos e algum animal infectado.

Nesta quinta-feira (27), o governo de Pequim acusou os EUA de venderem “conspirações” para o mundo, reabrindo mais uma ferida diplomática entre os dois países.

– Os motivos e propósitos do governo Biden são claros. […] O mundo conhece há muito tempo a história sombria dos serviços de inteligência americanos – disse Zhao Lijian, porta-voz do ministério chinês das Relações Exteriores.

Lijian também afirmou que investigar a origem do vírus como resultado de um vazamento de um laboratório “é uma falta de respeito à ciência […] e também um obstáculo na luta mundial contra a pandemia”.

Leia também1 EUA lançam ofensiva para saber se Covid surgiu em laboratório
2 Cuba diz ter sido vítima de "atos terroristas" dos EUA
3 OMS pede 20 milhões de vacinas em caráter urgente para a África
4 Repasses de Biden destinados ao aborto superam os de Obama
5 Cristão perseguido tem pena de morte anulada no Irã após orar

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.