Leia também:
X Gafe: Jornalista anuncia morte da Rainha Elizabeth por engano

Chanceler da Colômbia renuncia em meio à grande crise política

País é cenário de protestos de larga escala desde 28 de abril

Pleno.News - 13/05/2021 11h47 | atualizado em 13/05/2021 12h04

ministra das Relações Exteriores da Colômbia, Claudia Blum
Claudia Blum, ex-chanceler colombiana Foto: EFE/ Carlos Ortega

A ministra das Relações Exteriores da Colômbia, Claudia Blum, apresentou sua carta de renúncia ao presidente Iván Duque, em um momento em que o país está imerso na maior crise social e política dos últimos anos devido a mais de duas semanas de protestos e mobilizações.

– Por meio desta, quero, da maneira mais respeitosa, apresentar ao senhor minha renúncia irrevogável ao cargo de ministra das Relações Exteriores, com efeito imediato – lê-se na carta, datada de 11 de maio, mas divulgada nesta quinta-feira (13).

A Colômbia é cenário desde 28 de abril de protestos de larga escala que começaram em rejeição à já retirada proposta de reforma fiscal do governo, mas que agora incluem outras exigências, como a renúncia do presidente, a reforma da polícia e a anulação de uma tentativa de reforma sanitária.

*EFE

Leia também1 Papa se diz preocupado com confrontos na Colômbia
2 Confira imagens dos violentos protestos na Colômbia
3 Entenda o que motivou protestos da população na Colômbia
4 Colômbia: Ministro renuncia após 19 mortes em protestos
5 Presidente da Colômbia anuncia uso do Exército 'contra protestos'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.