Leia também:
X OMS: Vacinação obrigatória deve ser “último recurso absoluto”

CEO demite 900 funcionários via Zoom, em chamada de 3 minutos

A notícia foi dada à equipe pouco antes de um feriado

Thamirys Andrade - 07/12/2021 13h25 | atualizado em 07/12/2021 14h08

Vishal Garg - Presidente de empresa demite 900 funcionários por teleconferência no Zoom
Diretor-presidente da Better.com, Vishal Garg Foto: Reprodução / Youtube

“Se você está nesta teleconferência, você faz parte do grupo azarado que está sendo demitido”. Foi dessa forma que o diretor-presidente da empresa hipotecária Better.com informou a 900 funcionários que eles estavam sendo exonerados, em ligação de menos de 3 minutos feita pela plataforma Zoom, nesta quarta-feira (1°).

Na teleconferência que ocorreu pouco antes de um feriado, Vishal Garg declarou que o contrato estava sendo rescindido “com efeito imediato” e disse aos funcionários para esperarem um e-mail do RH com detalhes sobre benefícios e indenizações.

– Esta é a segunda vez na minha carreira que faço isso, e não quero fazer isso. A última vez que fiz isso, eu chorei – declarou Garg na ligação.

A abordagem utilizada pelo CEO recebeu muitas críticas. Entre os exonerados, estava a equipe de recrutamento de diversidade, equidade e inclusão.

De acordo com o CEO, a empresa teve de dispensar 9% de sua força de trabalho por razões que envolvem eficiência do mercado, desempenho e produtividade. Em comunicado à rede CNN, o diretor financeiro Kevin Ryan afirmou que ter de demitir pessoas é “angustiante, especialmente nesta época do ano”.

– No entanto, um balanço patrimonial com poucas dívidas e uma força de trabalho reduzida e focada nos permitiu entrar em um mercado de propriedade residencial em evolução radical – declarou Ryan.

Contudo, a revista norte-americana Fortune relatou que Garg acusou os funcionários de “roubar” colegas e clientes, por serem improdutivos e por trabalharem apenas duas horas a cada dia.

Essa não é a primeira polêmica em que o CEO da Better.com se envolve. Um e-mail enviado pela equipe da empresa à revista Forbes mostra o diretor tratando os funcionários por “golfinhos burros”.

– Vocês são MUITO LENTOS. Vocês são um bando de GOLFINHOS BURROS … PAREM. PAREM. PAREM AGORA. VOCÊS ESTÃO ME ENVERGONHANDO – escreveu Garg no e-mail em questão.

Leia também1 'Herói' de 21 anos morre após salvar crianças de afogamento
2 Instituição cristã fará concerto com ex-moradores de rua
3 Vaticano intervém em mosteiro por acusações de assédio, diz TV
4 Pai é preso após menina de 13 anos pedir socorro em prova
5 Governo federal proíbe visita íntima para presos solteiros

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.