CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Papa diz que Amazônia precisa do “fogo de Deus”

Casal é condenado por matar filho que se recusou a comer

Abuso já havia sido denunciado sete meses antes da morte da criança

Paulo Moura - 07/10/2019 10h06 | atualizado em 07/10/2019 10h40

Mãe matou criança que se recusou a comer Foto: Reprodução

Um casal foi condenado nos Estados Unidos, na última sexta-feira (4), por matar o filho de dois anos, em maio de 2018, após a criança se recusar a comer cachorro-quente. O caso aconteceu em Wichita, no estado do Kansas.

O crime foi cometido por Elizabeth Woolheater, de 24 anos, que foi condenada a 19 anos de prisão, e pelo namorado dela, Lucas Diel, condenado a 49 anos. Segundo informações do jornal New York Post, o garoto apanhou do casal até ficar inconsciente. Enquanto a mãe batia, o padrasto fazia o garoto comer à força. O pequeno Anthony Bunn chegou a ser levado para o hospital, mas acabou morrendo dois dias depois.

Além do crime, Elizabeth contou que o namorado já havia agredido o menino outras vezes. Ela disse ter encontrado a criança com o rosto sangrando e um dente quebrado. O crime foi entendido como morte em segundo-grau, quando os autores não planejam matar.

Documentos presentes no processo revelaram que o abuso já tinha sido denunciado à Agência Estadual de Bem-Estar Infantil sete meses antes de Anthony morrer. O Departamento de Crianças e Famílias da região, porém, não seguiu o procedimento.

Leia também1 Papa diz que Amazônia precisa do "fogo de Deus"
2 EUA: Atirador mata 4 pessoas e fere outras 5 em ataque a bar
3 NY: 4 moradores de rua são mortos durante a madrugada

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo