Leia também:
X Jeff Bezos retorna à Terra em segurança após voo suborbital

Canadá reabre para brasileiros vacinados, mas exclui Coronavac

Medida passará a valer a partir de 7 de setembro

Thamirys Andrade - 20/07/2021 11h43 | atualizado em 20/07/2021 16h22

bandeira do canada-1768203_1920
Viajantes precisarão de comprovante de vacinação e teste negativo de Covid Foto: Pixabay

A partir de 7 de setembro, as fronteiras do Canadá estarão reabertas para brasileiros totalmente vacinados com imunizantes anticovid aprovadas pelo governo do país. As vacinas incluídas na lista são a AstraZeneca/Covishield, Pfizer, Janssen e Moderna. A CoronaVac está de fora da lista.

Antes da reabertura para brasileiros e demais visitantes internacionais, o Canadá passará a receber passageiros do país vizinho, os Estados Unidos, a partir de 9 de agosto. A flexibilização servirá de base para que o governo canadense se prepare para o retorno de turistas de outros países, monitorando o avanço da Covid-19 após a retomada das viagens.

De acordo com o primeiro-ministro, Justin Trudeau, os viajantes precisarão ter em mãos um comprovante de vacinação e o resultado negativo de um teste de Covid-19 feito antes do voo. Não será necessário cumprir quarentena de 14 dias ou realizar novos testes após a chegada ao país.

O turismo internacional tem retornado gradativamente também em outras partes do mundo. No fim de semana, foi a vez da França reabrir para brasileiros vacinados. A lista de vacinas, contudo, também não inclui a CoronaVac, e ainda há dúvidas acerca da AstraZeneca/Covishield.

A Suíça, por outro lado, liberou a entrada de brasileiros imunizados com todas as vacinas disponíveis aqui, pois a lista leva em conta as vacinas aprovadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Leia também1 Mais de 13 milhões de doses da Pfizer devem chegar ao Brasil
2 Especialista: Variante Beta pode "fugir" de vacinas como AstraZeneca
3 Queiroga defende Libertadores com testagem em massa
4 OMS: Variante Delta da Covid-19 circula em mais de 111 países
5 Covid: Anvisa libera estudo com remédio apoiado por Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.