Leia também:
X China vai melhorar seu poderio nuclear para ‘se opor’ aos EUA

Brasileiro é condenado por invasão ao Capitólio dos EUA

Eliel Rosa ficará 1 ano em liberdade condicional

Gabriela Doria - 17/10/2021 15h04 | atualizado em 17/10/2021 15h33

Brasileiro foi condenado por invasão ao Capitólio Foto: Divulgação/Departamento de Justiça dos EUA

A Justiça dos Estados Unidos condenou um brasileiro por participar da invasão ao Capitólio, sede do Parlamento norte-americano, em janeiro deste ano. Eliel Rosa ficará 1 ano em liberdade condicional, terá que prestar 100 horas de serviço comunitário, além de pagar multa de pouco mais de R$ 2,7 mil.

O brasileiro foi indiciado pelos crimes de obstrução de procedimento oficial, entrar e permanecer em um prédio ou terreno restrito e conduta desordeira. Ele não responder por atos violentos ou danos ao prédio.

De acordo com a investigação do FBI, Eliel viajou do Texas para Washington para participar da manifestação dos apoiadores do ex-presidente Donald Trump. Na ocasião, o grupo entrou à força no Congresso durante a sessão que confirmou a vitória do democrata Joe Biden. Cinco pessoas morreram na confusão, incluindo um policial.

O brasileiro foi ao protesto em companhia de uma amiga, Jenny Cudd, que também foi condenada. Eles chegaram ao local por volta das 14h35. À polícia, o homem contou que ouviu tiros e barulhos de bomba, além de ter sentido cheiro de gás lacrimogêneo.

Eliel apareceu em imagens de câmeras de segurança, além de ter sido fotografado dentro do Capitólio. Ele chegou a publicar no próprio Facebook uma foto dele e da amiga dentro do Parlamento.

Leia também1 China vai melhorar seu poderio nuclear para 'se opor' aos EUA
2 No Haiti, missionários dos EUA são sequestrados por gangue
3 EUA querem que Suprema Corte derrube lei antiaborto do Texas
4 Joe Biden e papa Francisco vão se encontrar no fim do mês
5 Colômbia: Diplomatas dos EUA relatam Síndrome de Havana

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.