Brasileira some em Portugal e família busca pistas

Mulher desapareceu após aceitar oferta de emprego no Facebook

Pleno.News - 10/01/2019 20h31

Rosiney está desaparecida há quase 2 meses Foto: Reprodução

Uma brasileira de 31 anos está desaparecida há quase 2 meses em Portugal. A família está em desespero enquanto busca pistas de Rosiney Trindade de Oliveira, cuja história já repercute na imprensa local.

A mulher foi vista pela última vez no dia 14 de novembro. Ela estava hospedada no alojamento de um restaurante na Vila de Condeixa-a-Nova, região de Coimbra.

Até o momento, a polícia local não se manifestou sobre o caso. O Itamaraty também não emitiu um parecer.

Em entrevista a um jornal do Rio de Janeiro, uma empresária brasileira, de 27 anos, chamada Larissa Ventura, disse que fez uma ocorrência após ter visto uma sobrinha de Rosiney buscar notícias da tia. Ela percebeu nas redes sociais que a família procurava informações e, por isso, procurou ajudar.

Em um grupo de brasileiros do Facebook, a jovem disse a Larissa que sua tia tinha respondido a uma vaga de emprego em Coimbra e que os donos do restaurante foram buscá-la.

– Peguei o nome do restaurante onde ela estava e o contato do dono para entender o que tinha acontecido. Num primeiro momento ele se mostrou solícito e confirmou que tinha ido buscá-la na outra cidade. Ele contou que parecia que Rosiney estava há muitos dias sem comer, começou a apresentar um comportamento estranho e bebia muito, mas deixou que continuasse no alojamento e lhe daria comida até que ela se resolvesse – relatou a empresária, que mora há 3 anos em Portugal.

Ainda de acordo com Ventura, uma denúncia anônima informou que o estabelecimento é visto como ponto para “acompanhantes”. Uma amiga de Ronsiney também fez contato e afirmou que ela não é alcoólatra.

A família também questionou as declarações do dono do restaurante Restinova, José Correia, de 46 anos. O homem afirmou que a brasileira chegou ao local desnutrida e aparentemente drogada. Ele admitiu que encontrou a moça em Lisboa, onde mostrou imagens de seu negócio e explicou como seria o trabalho. Entretanto, ele garante que Rosiney parecia estar perturbada e deixou o local por vontade própria.

Em Curitiba, no Paraná, Rosiney tinha comprado uma casa e tinha um carro. Ela trabalhou muito na cidade do Sul, mas tinha o sonho de morar em Portugal, onde desapareceu.

LEIA TAMBÉM+ Meghan Markle ganha 4 novos cargos na realeza
+ Jovem fica mal de saúde após vender rim para comprar iPad
+ Venezuelano vai à Argentina a pé para ver o filho nascer


Clique para receber notícias
WhatsApp
Envie sugestões por WhatsApp
+55 (21) 97150-9158