Leia também:
X Sauditas condenam 5 à morte por assassinato de jornalista

Brasil nega envolvimento em ataque armado na Venezuela

Ministro do país vizinho acusou governo brasileiro de colaborar com ato contra militares venezuelanos

Paulo Moura - 23/12/2019 13h35 | atualizado em 23/12/2019 16h12

Militares venezuelanos Foto: EFE/Reiner, Miguel Gutiérrez, Rayner Peña

O Itamaraty negou nesta segunda-feira (23), que o governo brasileiro tenha envolvimento no ataque promovido contra uma base militar da Venezuela que fica na fronteira entre os dois países. A acusação partiu do ministro da Comunicação venezuelano, Jorge Rodríguez, em uma publicação feita no domingo (22), através do Twitter.

– Atenção povo da Venezuela: na madrugada de hoje, um grupo de terroristas armados atacou uma unidade militar fronteiriça no sul da República. Estes criminosos foram treinados em campos paramilitares plenamente identificados na Colômbia e receberam a colaboração do governo de Jair Bolsonaro – disse Jorge.

Em nota, o Palácio do Itamaraty se reservou a não comentar o caso e afirmou que o Brasil não teve qualquer relação com o ocorrido.

– O Brasil nega qualquer envolvimento no episódio – declarou.

A imprensa local informou que o atentado aconteceu no município de Gran Sabana, estado de Bolívar, e que um grupo de indígenas se uniu ao confronto. Oficialmente, não há muitos detalhes sobre as razões que motivaram o fato. O ministro de Comunicação da Venezuela informou que uma pessoa morreu no ataque.

– É com pesar que precisamos informar que no ataque os terroristas mataram um jovem membro do nosso exército bolivariano. Até debaixo das pedras vamos procurar os homicidas fugitivos restantes para que a lei seja praticada em um crime tão covarde – escreveu.

Leia também1 Base militar da Venezuela é atacada. Ministro acusa Brasil
2 Na "guilhotina", Weintraub debocha: 'Fetiche da esquerda'
3 Morales se asila na Argentina e retoma discurso de esquerda

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.