Leia também:
X EUA: Homem resgatado à deriva é acusado de matar a mãe

Bilionário russo morre em misterioso ritual “cura ressaca”

Magnata do petróleo foi encontrado morto na casa de um xamã

Monique Mello - 11/05/2022 12h46 | atualizado em 11/05/2022 13h32

Ritual utiliza veneno de sapo Foto: Pixabay

Alexander Subbotin, bilionário e ex-diretor da empresa LukOil foi encontrado morto na casa de um xamã, na cidade de Mytishchi, Rússia. A morte ocorreu neste fim de semana, mas a imprensa internacional repercute o caso, devido às circunstâncias misteriosas. O magnata do petróleo teria sido envenenado por veneno de sapo para curar uma ressaca.

De acordo com o jornal Daily Mail, o empresário de 43 anos teria se encontrado com dois xamãs, Magua Flores (pseudônimo de Alexey Pindyurin) e sua esposa Tina Cordoba (Kristina Teikhrib), a fim de ser submetido a um ritual de cura para uma suposta ressaca. A substância extraída do sapo é conhecida como 5-MeO-DMT.

O ritual consistia em abrir um corte pequeno na pele para os xamãs colocarem veneno de sapo com propriedades psicodélicas, que agiriam nos sintomas da ressaca. De acordo com o xamã, o bilionário já havia passado pelo ritual anteriormente sem nenhum problema.

– Ele veio mais uma vez para tratar a ressaca. De repente, ele começou a se sentir mal, com uma dor no coração. O xamã decidiu que não chamaria a ambulância, deu Corvalol [uma espécie de sedativo] a ele e colocou o empresário para dormir no porão – divulgou o canal de comunicação Mash.

Entretanto, dessa vez, o procedimento teve um fim catastrófico. O empresário sentiu-se mal e se queixou de dor no coração. Em vez de chamar ajuda médica, os xamãs optaram por aplicar o sedativo corvalol em Subbotin, colocando-o para dormir em seguida. No dia seguinte, o empresário estava morto.

Em depoimento à policia, o xamã afirmou que era amigo da vítima.

– A causa preliminar da morte é uma parada cardíaca – informaram as autoridades russas, que abriram investigação para apurar o caso.

Pelo menos sete bilionários russos morreram desde o final de janeiro até o início deste mês.

Leia também1 Musk faz post enigmático sobre morte e intriga seguidores
2 Manifestantes jogam tinta em embaixador russo na Polônia
3 Ex-A Fazenda é contratada pela Fox News para cobrir guerra
4 Céu fica vermelho na China e provoca pânico na população
5 EUA: Homem resgatado à deriva é acusado de matar a mãe

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.