Leia também:
X Eclipse solar com ‘anel de fogo’ é visto em vários países

Avião com 100 pessoas cai no Cazaquistão e deixa mortos

Acidente aconteceu logo após a decolagem da aeronave

Paulo Moura - 27/12/2019 07h46 | atualizado em 27/12/2019 07h50

Avião cai no Cazaquistão Foto: Divulgação/Governo do Cazaquistão

Uma aeronave com aproximadamente 100 pessoas a bordo caiu nesta sexta-feira (27), no Cazaquistão, e pelo menos 12 mortes foram confirmadas. O acidente aconteceu logo após o avião, modelo Fokker 100 da empresa Bek Air, decolar do aeroporto de Almaty, maior cidade do país, para Nursultan, capital do Cazaquistão.

Segundo a prefeitura de Almaty, ao menos 66 pessoas foram levadas para hospitais, sendo 17 delas em estado extremamente grave. As circunstâncias do acidente ainda não foram divulgadas oficialmente, porém a imprensa local afirma que o avião atravessou um muro de concreto e bateu em um edifício de 2 andares, mas não explodiu.

O comitê de Situações de Emergência do país divulgou imagens que mostram o avião dividido em dois pedaços e a frente de uma casa destruída. O Ministério do Interior do Cazaquistão informou que abriu uma investigação sobre o acidente e já considera falha nas regras de segurança antes da decolagem.

O presidente do país, Qasym-Jomart Toqayev, declarou, através de uma publicação nas redes sociais, que os responsáveis pelo fato serão severamente punidos.

– Expresso minhas condolências e pesar às famílias e parentes dos mortos em um acidente de avião perto de Almaty. As vítimas serão ajudadas. Uma comissão governamental especial foi criada para determinar a causa do acidente. Os culpados serão severamente punidos de acordo com a lei – escreveu.

Leia também1 Eclipse solar com 'anel de fogo' é visto em vários países
2 Homem rouba banco e doa verba desejando ‘Feliz Natal’
3 Concurso de beleza proíbe participação de mulher trans

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.