Leia também:
X Mulher é presa na frente dos filhos por não ter passaporte sanitário

Artista recebe R$ 450 mil e entrega quadros vazios a museu

Obra foi intitulada como "Pegue o dinheiro e fuja"

Monique Mello - 01/10/2021 14h58 | atualizado em 01/10/2021 16h29

Exposição “Pegue o dinheiro e fuja” em museu na Dinamarca Foto: MUSEU DE ARTE MODERNA KUNSTEN

O Museu Kunsten, na Dinamarca, emprestou 534 mil coroas (cerca de R$ 450 mil) em cédulas para que o artista Jens Haaning reproduzisse obras que representem o salário anual na Dinamarca e na Áustria. O artista costuma usar dinheiro emoldurado em suas obras de arte. No entanto, o resultado final foram telas em branco com o título Pegue o dinheiro e fuja.

O dinamarquês “embolsou” o dinheiro, em vez de usá-lo no trabalho. O diretor do museu, Lasse Andersson, disse que dois dias antes da abertura da exposição recebeu um e-mail de Haaning dizendo que ele não mostraria a “obra combinada”.

– Decidi fazer um novo trabalho para a exposição. O trabalho responde tanto ao conceito de sua exposição quanto aos trabalhos que planejamos mostrar originalmente – escreveu Haaning no e-mail.

O artista, de 56 anos, defendeu ficar com o dinheiro, dizendo que “a obra de arte é essencialmente sobre as condições de trabalho dos artistas”.

– É um comunicado que diz que também temos a responsabilidade de questionar as estruturas das quais fazemos parte. E se essas estruturas são completamente desarrazoadas, devemos romper com elas – afirmou.

O diretor Lasse Andersson decidiu levar com bom humor a “peça” pregada pelo artista e manteve a exposição de qualquer maneira, que foi inaugurada em 24 de setembro. No entanto, Andersson assegura que o bom humor tem “limites”, deixando claro que o dinheiro precisa ser devolvido quando a exposição terminar.

– É o dinheiro do museu e temos um contrato dizendo que o dinheiro estará de volta no dia 16 de janeiro. Caso contrário, tomaremos as medidas necessárias para garantir que Jens Haaning cumpra seu contrato – disse.

O artista, por sua vez, não pretende devolver o dinheiro e não demonstra preocupação com possíveis consequências.

– Não vejo que roubei dinheiro. Eu criei uma obra de arte, que é talvez 10 ou 100 vezes melhor do que o que havíamos planejado. Qual é o problema? – declarou Jens Haaning.

 

Leia também1 Mulher é presa na frente dos filhos por não ter passaporte sanitário
2 Crianças venezuelanas brincam com cédulas desvalorizadas
3 Bolsonaro diz que o passaporte da vacina é uma 'discriminação'
4 Cantora gospel sobrevive a grave acidente: "Deus enviou Seu anjo"
5 Shakira é atacada por javalis em parque de Barcelona

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.