Leia também:
X Fugindo da crise, argentinos buscam nova vida no Brasil

Argentina inclui gênero não binário em documento de ‘RG’

País vizinho é o primeiro da América Latina a adotar a medida

Monique Mello - 21/07/2021 19h03

Alberto Fernández e outras autoridades formam um ‘X’ Foto: EFE / EPA / MARIA EUGENIA CERUTTI /

A partir desta quarta-feira (21), a Argentina passará a permitir que pessoas não binárias, ou seja, que não se reconhecem com o gênero feminino ou masculino, marquem essa opção no Documento Nacional de Identidade ou no passaporte. A medida foi colocada em vigor por meio de um decreto publicado no Diário Oficial.

– Vamos, de pouco a pouco, tornando possível o que parecia impossível, e a cada dia estamos mais perto do ideal, que será quanto todos e todas sejamos ‘todes’, e ninguém se importe com o sexo das pessoas – disse Alberto Fernández, presidente do país.

No documento, haverá as opções: feminino (F), masculino (M) e não binário (X). Três pessoas receberam os primeiros documentos com a nova formatação durante um evento realizado em Buenos Aires nesta quarta-feira (21).

No ato, com a presença de Fernández, representantes políticos e de diversas organizações sociais, houve protestos de indivíduos que se mostraram contra a medida, inclusive com palavras de ordem: “Não somos um X”.

– É um avanço, não deveríamos negar isso. É um passo que estamos dando, que espero que termine o dia que a DNI (sigla para Documento Nacional de Identificação) pergunte a alguém se ela é homem, mulher ou o que seja. Do que importa o Estado saber a orientação sexual dos cidadãos – defendeu Fernández.

A medida já havia sido adotada por Canadá, Austrália e Nova Zelândia. Na América Latina, até o momento, era inédito.

 

Leia também1 Pastor se opõe à ideologia de gênero: 'Porque sou homem'
2 Deputada repudia desenho que tem ideologia de gênero
3 Nas Olimpíadas, narradora do SporTV usa pronome neutro
4 Novo desenho infantil promove ideologia de gênero na Netflix
5 Padre solta o verbo em missa: "Esquerdistas são anticristãos!"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.