Leia também:
X China: Corrida deixa 21 mortos após queda de temperatura

Argentina faz lockdown em seu pior momento na pandemia

Confinamento total durará nove dias

Pleno.News - 23/05/2021 13h59 | atualizado em 23/05/2021 14h39

Presidente da Argentina, Alberto Fernández Foto: EFE/Juan Mabromata

A Argentina iniciou neste sábado (22) um confinamento total de nove dias que inclui a suspensão de todas as atividades não essenciais em áreas do país de alto risco para a segunda onda de Covid-19, que está deixando um número recorde de contágios e mortes e aumentando a pressão sobre os hospitais.

O governo de Alberto Fernández estabeleceu que as pessoas devem permanecer em suas residências habituais e só podem circular nas proximidades de casa entre 6h e 18h em áreas do país de “alto risco” e de “alerta” sanitário. Fora do horário permitido, só podem transitar pessoas especialmente autorizadas.

Também foram suspensas atividades sociais, econômicas, educacionais, religiosas e esportivas.

Só estão permitidos negócios essenciais (como alimentos, medicamentos e materiais de limpeza), e setores não fundamentais só podem funcionar através de serviços de entrega ou coleta em domicílio.

– A medida é temporária – disse a ministra da Saúde, Carla Vizzotti, à Radio 10, ressaltando que a situação será reavaliada após nove dias e que “medidas intermitentes” serão tomadas, se necessário.

PIOR MOMENTO DA PANDEMIA
As restrições que começam hoje aprofundam as que o governo Fernández havia implementado a partir de 9 de abril, particularmente em Buenos Aires e sua região metropolitana, porque os casos continuaram a aumentar.

A Argentina está passando por uma segunda onda da pandemia de Covid-19 e, durante a semana, registrou um recorde de 39.652 contágios no período de um dia, na última quarta-feira (19). Com isso, 3.482.512 milhões de casos da doença foram registrados desde o início da crise sanitária, além de 73.391 mortes.

Este aumento vertiginoso nos casos coloca o sistema de saúde em tensão, com uma ocupação de unidades de terapia intensiva (UTI) para todos os tipos de patologias de 73,1% em todo o país e de 76,4% se consideradas apenas Buenos Aires e sua região metropolitana.

– Há cidades e províncias que hoje têm seu sistema de saúde no limite. O problema não está mais limitado a um determinado território. É muito sério, e é evidente em todo o país – disse Fernández na última quinta-feira (20).

Em meio a essas restrições, o governo espera a chegada de novas vacinas, pois o país, com uma população de cerca de 45 milhões de habitantes, aplicou até agora cerca de 10,9 milhões de doses, e apenas 2,3 milhões de pessoas foram inoculadas com duas doses.

ECONOMIA E AULAS
O governo argentino ampliou a ajuda estatal para proteger setores vulneráveis e empresas afetadas pelas medidas restritivas, lembrando a longa quarentena que no ano passado fez com que a economia despencasse 9,9% e levou o índice de pobreza a 42% da população.

O prefeito de Buenos Aires, Horacio Rodríguez Larreta, surpreendeu ao suspender as aulas presenciais e virtuais durante os três dias úteis da próxima semana para recuperá-las em dezembro, esperando por novas vacinas.

A garantia ou não das aulas presenciais diante do aumento dos contágios continua sendo parte de uma disputa pública entre Fernández e Rodríguez Larreta que chegou aos tribunais e que é discutida amplamente pela população.

CONTROLES DE TRÁFEGO
Desde a meia-noite de sábado (22), controles rigorosos de trânsito começaram a funcionar em rodovias e acessos à capital argentina, além de em estações ferroviárias, de metrô e terminais de ônibus. Transportes de longa distância só podem ser utilizados por trabalhadores de setores essenciais.

O fechamento das fronteiras para o turismo foi prorrogado até 11 de junho, assim como a suspensão dos voos de e para o Reino Unido e para os de origem em Brasil, Chile, México e Índia.

*EFE

Leia também1 China: Corrida deixa 21 mortos após queda de temperatura
2 Covid: Oregon, nos EUA, sorteará R$ 5,3 milhões entre vacinados
3 Quirguistão perde mil vacinas anticovid de freezer desligado
4 Programa nuclear da Coreia do Norte aflige EUA e Coreia do Sul
5 Terremoto de 6,4 graus na China deixa ao menos três mortos

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.