Leia também:
X Anvisa concede certificado de boas práticas a 4 laboratórios

Argentina dá início à vacinação contra a Covid com a Sputnik V

País começa campanha com 300 mil doses e espera receber mais 20 milhões até fevereiro

Thamirys Andrade - 29/12/2020 11h21 | atualizado em 29/12/2020 13h43

Argentina é a quarta nação latina a iniciar o processo de imunização Foto: Vick Bufano | Unsplash

Após aprovar a Sputnik V para uso emergencial, a Argentina se tornou a quarta nação latina a começar a vacinação contra a Covid-19. A campanha teve início nesta terça-feira (29), com as primeiras 300 mil doses entregues na semana passada. Inicialmente, elas serão administradas nos profissionais de saúde.

Do total da primeira remessa, 123 mil foram repassados à província de Buenos Aires, vizinha à cidade capital, que ficou com 23,1 mil. As demais unidades foram entregues a Santa Fe (24,1 mil), Córdoba (21,9 mil), Tucumán (11,5 mil), Mendoza (11 mil), Entre Ríos (10,1 mil) e Salta (8,3 mil). Até fevereiro, o país pretende receber mais 20 milhões de doses, de acordo com o jornal La Nación. No total, serão 25 milhões de unidades da vacina russa, aplicada em doses duplas.

Como cientistas já haviam alertado sobre a velocidade com que o país russo desenvolveu a vacina, o presidente da Argentina Alberto Fernández afirmou que seria o primeiro a ser imunizado para ampliar a confiança da população.

Terceira maior economia da América Latina, a Argentina foi duramente atingida pela pandemia. Até terça-feira (29), o país havia registrado 1,6 milhões de casos da doença e quase 43 mil óbitos.

O México e o Chile, seguidos pela Costa Rica, foram os pioneiros na vacinação contra a Covid-19 entre os países latinos.

Leia também1 Anvisa concede certificado de boas práticas a 4 laboratórios
2 Pfizer diz que não pedirá uso emergencial de vacina no Brasil
3 Bolsonaro: "Após aval da Anvisa, vacina chega ao povo em 5 dias"
4 OMS diz que vírus causador da Covid deve se tornar endêmico
5 Fiocruz deve pedir registro da vacina de Oxford em breve

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.