Arcebispo que encobriu casos de pedofilia é inocentado

Juiz revogou a condenação a dois anos de prisão por falta de provas contundentes

Pleno.News - 06/12/2018 07h58

Arcebispo Phillip Wilson é inocentado Foto: EFE/Darren Pateman

Nesta quinta-feira (6), a Justiça australiana revogou a condenação do arcebispo de Adelaide, Philip Wilson, a dois anos de prisão. Ele foi apontado como responsável por acobertar casos de abusos sexuais de menores na década de 1970.

Segundo o juiz Roy Ellis, do tribunal do distrito de Newcastle, a acusação não pôde provar, além de dúvidas razoáveis, a culpa do ex-arcebispo. Wilson havia sido o católico de mais alto cargo a ser condenado por crimes relacionados a pedofilia.

Fletcher foi condenado pelos abusos em 2004 e faleceu na prisão dois anos mais tarde. A acusação, que também tinha apresentado um recurso para que Wilson cumprisse a pena em um presídio, se recusou a esclarecer à Efe se vai recorrer da decisão.

*Com informações da Agência EFE

LEIA TAMBÉM+ Arcebispo que encobriu casos de pedofilia é inocentado
+ Arcebispo condenado por encobrir pedófilos deixa cargo
+ Padre luta por renúncia de arcebispo cúmplice de abusos


Clique para receber notícias
WhatsApp
Envie sugestões por WhatsApp
+55 (21) 97150-9158