Leia também:
X Zelensky diz que prisioneiros serão soltos para lutar na guerra

Após os EUA, Itália também pede que cidadãos deixem a Rússia

Recomendação considera possíveis restrições de voos da Rússia nas próximas horas

Pleno.News - 28/02/2022 10h27 | atualizado em 02/03/2022 18h13

Itália pediu que seus cidadãos deixem a Rússia Foto: Pixabay

O governo da Itália aconselhou seus cidadãos a deixarem a Rússia o mais rápido possível devido à suspensão do tráfego aéreo entre aquele país e os da União Europeia (UE) e “considerando possíveis restrições adicionais nas próximas horas”.

– É fortemente recomendado aos compatriotas presentes no país em caráter temporário (turistas, estudantes, pessoas em viagens de negócios e afins) que se organizem prontamente para retornar à Itália por meios comerciais ainda disponíveis – afirmou o Ministério das Relações Exteriores italiano em seu site.

A recomendação destaca que “os voos com escalas em Istambul, Doha, Abu Dhabi e Dubai ainda estão ativos” e que, “para chegar ao espaço Schengen por terra, estão disponíveis ônibus, a partir de São Petersburgo […], para Tallin, na Estônia”.

O espaço Schengen, citado no comunicado, é uma convenção entre diversos países europeus sobre uma política de abertura das fronteiras e livre circulação de pessoas entre os países signatários. Atualmente, a lista inclui um total de 26 nações, sendo 22 da União Europeia e quatro de fora do bloco.

No domingo (27), a Itália anunciou que havia decidido fechar seu espaço aéreo à Rússia como parte do processo de sanções destinadas a isolar economicamente Moscou por causa de sua invasão à Ucrânia, bem como aprovar o desembolso imediato de 110 milhões de euros (R$ 635 milhões) para ajudar o governo ucraniano.

EUA TAMBÉM PEDE SAÍDA DE CIDADÃOS DA RÚSSIA
No domingo, o governo dos Estados Unidos também alertou seus cidadãos que estão na Rússia no sentido de considerarem uma “saída imediata” do país. O anúncio foi feito por meio um comunicado da Embaixada dos Estados Unidos na Federação Russa.

– Um número crescente de companhias aéreas está cancelando voos para a Rússia, e vários países fecharam seu espaço aéreo a companhias aéreas russas. Os cidadãos dos EUA devem considerar a saída imediata da Rússia por meio de opções comerciais ainda disponíveis – diz o texto.

*Com informações EFE

Leia também1 Zelensky diz que prisioneiros serão soltos para lutar na guerra
2 Delegações de Rússia e Ucrânia iniciam negociação em Belarus
3 Ucrânia: Guerra já causou morte de 352 civis, sendo 14 crianças
4 Tiago Abravanel é flagrado em aeroporto após desistir do BBB
5 Ucrânia: Repórter chama guerra de massacre, e Bolsonaro retruca

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.