Após erros em dados, China reduz mortes por coronavírus

Governo do país asiático descobriu "estatísticas duplicadas" relacionadas à doença

Pleno.News - 14/02/2020 09h49

A Comissão Nacional de Saúde da China reduziu nesta sexta-feira (14) o número de mortes causadas pela Covid-19 após descobrir “estatísticas duplicadas” na província de Hubei, o epicentro da epidemia, sem fornecer maiores detalhes.

De acordo com os dados fornecidos hoje pela comissão em seu site, as mortes pelo coronavírus em toda a China aumentaram nas últimas 24 horas em 121 pessoas, para 1.380. O número corrige o dado ontem, quando o número de mortes foi de 1.367. Se fossem somadas as últimas 121 mortes, o total deveria ser de 1.488.

A Comissão subtraiu 108 mortes, elevando o número atual para 1.380, depois de explicar que os casos em questão, todos em Hubei estavam duplicados. Além disso, pelo mesmo motivo, retirou 1.043 casos de infecção pelo vírus misterioso, e agora há oficialmente na China 63.581 relatos.

O órgão de saúde também relatou hoje que, no mesmo período de 24 horas, foram notificados 2.174 casos graves em todo o país, enquanto 1.081 pessoas tiveram alta após terem se curado da doença. De acordo com dados oficiais, mais de 493.067 pessoas que estiveram em contato próximo com os infectados foram monitoradas clinicamente, das quais 177.984 permanecem sob observação.

As autoridades chinesas anunciaram ontem uma mudança nos critérios diagnósticos de confirmação de casos, aumentando o número de infecções por coronavírus, com mais de 15 mil novas infecções e 254 mortes em um único dia, de acordo com dados oficiais.

*Com informações da Agência EFE

LEIA TAMBÉM+ Grifes chinesas cancelam desfiles devido ao coronavírus
+ EUA confirmam o 15º caso do coronavírus no país
+ Japão confirma 1ª morte em decorrência do coronavírus


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo