Leia também:
X Na ONU, Putin oferece vacina russa contra Covid de graça

Após envenenamento quase fatal, opositor de Putin tem alta

Alexei Navalny ficou mais de um mês internado na Alemanha

Pleno.News - 23/09/2020 11h12

Alexei Navalny recebeu alta após grave intoxicação por veneno Foto: EFE/Alexei Navalny

O líder da oposição russa Alexei Navalny, que estava recebendo tratamento desde 22 de agosto no hospital universitário de La Charité, em Berlim, por envenenamento com um agente nervoso do grupo Novichok, recebeu alta.

– O estado de saúde do paciente melhorou a tal ponto que o tratamento médico de emergência foi concluído – disse o hospital em nota divulgada nesta quarta-feira (23), indicando que Navalny teve alta ontem.

Os médicos que tratam do líder da oposição estão otimistas quanto à sua recuperação total “devido à evolução e ao estado atual do paciente”.

No entanto, o comunicado dizia que apenas a evolução subsequente permitirá determinar as possíveis consequências a longo prazo da grave intoxicação.

O hospital indica que Navalny recebeu tratamento no local por 32 dias, ficando 24 deles na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

O opositor havia sido transferido para o Charité, vindo de um hospital na cidade de Omsk, na Sibéria, onde estava internado após desmaiar durante um voo.

Ele acordou do coma induzido no último dia 7 e uma semana depois entrou pela primeira vez nas redes sociais publicando uma foto de seu quarto do hospital, acompanhado de sua família e com uma mensagem informando sobre sua evolução.

O governo alemão confirmou no início de setembro que Navalny havia sido envenenado com um agente nervoso do grupo Novichok.

O resultado do laboratório de farmacologia e toxicologia do exército alemão foi corroborado por laboratórios na França e Suécia.

*Com informações da agência EFE

Leia também1 Torre Eiffel é evacuada às pressas após ameaça de bomba
2 Vacina da Janssen contra Covid chega à fase 3 nesta quarta-feira
3 Senado aprova Nestor Forster como embaixador nos EUA
4 Na ONU, Macron critica sanções defendidas por Donald Trump
5 Trump sobe o tom: "China tem que prestar contas sobre praga"

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.