Leia também:
X Acuada, China diz que pandemia pode ter começado nos EUA

Após 47 anos no cargo, mordomo da Casa Branca se aposenta

Funcionário prestou serviços a sete presidentes dos Estados Unidos

Monique Mello - 29/05/2021 16h57

William “Buddy” Carter trabalhou na Casa Branca por quase 50 anos Foto: Tina Hager/George W. Bush Presidential Library

William “Buddy” Carter, um dos mais antigos mordomos da Casa Branca, se aposentará nesta semana, após quase cinco décadas de serviços prestados. Ele é considerado uma das pessoas que mais conhece os bastidores da residência presidencial.

Há 47 anos, Carter começou a trabalhar na Blair House, a casa de hóspedes presidencial em frente à Casa Branca. Lá ficou por 15 anos, até ir para a Residência Executiva do presidente dos Estados Unidos, que na época era Ronald Reagan. A partir de então, o mordomo auxilava presidentes e primeiras-damas nas gestões de George H. W. Bush, Bill Clinton, George W Bush, Barack Obama, Donald Trump e agora Joe Biden.

O atual mandatário e sua esposa, Jill Biden, inclusive organizarão um almoço para Carter e sua família na próxima quinta-feira (3), antes de sua partida.

– Por 47 anos, em 10 administrações, Buddy Carter foi parte integrante da vida dos presidentes dos EUA, suas famílias e sua casa, a Casa Branca – disseram o presidente Joe Biden e a primeira-dama Jill Biden em um comunicado.

Durante seu tempo trabalhando com republicanos e democratas, ele disse ter ajudado com jantares de Estado e cumprimentado convidados de alto perfil.

– Muito poucas pessoas são selecionadas para trabalhar aqui, e eu sou uma das poucas. É uma sensação maravilhosa – disse Carter em uma dessas ocasiões especiais.

Michelle Obama prestou homenagem ao mordomo nas redes sociais Foto: Reprodução/Twitter

Suas relações próximas com as primeiras famílias de ambos os lados do espectro político levaram a um convite para os casamentos de Chelsea Clinton e Jenna Bush em 2010 e 2008, respectivamente.

Ele também foi um dos dois funcionários a se juntar à ex-primeira-dama Melania Trump em seu avião do governo para o funeral da ex-primeira-dama Barbara Bush em 2018.

De acordo com uma pessoa próxima ao mordomo, a decisão de se aposentar foi pelo desejo de passar mais tempo se dedicando à sua própria família.

Leia também1 Jovem ganha 1º prêmio de R$ 5,3 milhões por se vacinar nos EUA
2 EUA aprovam uso emergencial de medicamento contra Covid
3 China se incomoda com suspeita dos EUA sobre origem da Covid
4 Repasses de Biden destinados ao aborto superam os de Obama
5 EUA lançam ofensiva para saber se Covid surgiu em laboratório

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.