Leia também:
X Zelensky e Musk discutem em rede social após ‘plano de paz’

Aluna trans faz time feminino ser expulso do próprio vestiário

As estudantes ficaram constrangidas em trocar de roupa na frente de um homem biológico

Leiliane Lopes - 04/10/2022 14h43 | atualizado em 04/10/2022 20h10

A direção do Randolph Union High School defendeu a aluna trans Foto: Google Earth

Uma escola do estado de Vermont, nos Estados Unidos, possui uma política educacional que libera os alunos para escolherem o vestiário correspondente ao gênero que eles se identificam.

Com esse direito, uma aluna trans usou o vestiário do time de vôlei feminino da Escola Secundária de Randolph, gerando um grande conflito com as alunas que são mulheres biológicas.

Diante da confusão, o time foi banido de seu próprio vestiário e a direção da escola saiu em defesa da aluna trans.

Em entrevista à emissora local WCAX-TV, a aluna Blake Allen, que faz parte do time de vôlei, disse o quanto estava desconfortável em se trocar no mesmo espaço que um homem biológico.

– Eu acho que eu não deveria ser acusada de assédio ou bullying por declarar a minha opinião — que eu não quero um homem biológico se trocando comigo – disse ela.

Blake explicou que a confusão começou quando a aluna trans fez comentários inapropriados ao ver suas colegas sem roupas.

A escola enviou um comunicado aos pais defendendo a aluna trans e dizendo que ela foi assediada por suas colegas. Blake contesta a acusação e diz que sua família agora quer mudá-la de escola.

A solução apresentada pela escola é que o time de vôlei agora use o banheiro da escola.

– Eles querem que todas as garotas que se sentem desconfortáveis ​​- quase dez garotas – se troquem em um banheiro de uma única cabine, o que levaria mais de 30 minutos. Se uma pessoa fosse trocada separadamente, levaria um minuto – explicou.

O caso repercutiu tanto nos EUA que até o reverendo Franklin Graham comentou sobre isso em seu Twitter.

– Isso é discriminação contra meninas e mulheres biológicas – escreveu ele criticando a situação.

Leia também1 Crianças trans podem escolher qual banheiro usar, diz MPF
2 Estudante trans agride aluna por oposição ao uso de banheiro
3 Nikolas se defende após ser denunciado por psolistas de transfobia
4 Diretor é afastado por barrar aluno trans em banheiro
5 Jovem aponta arma para cabeça de aluna na porta de escola

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.