Leia também:
X Argentina inclui gênero não binário em documento de ‘RG’

20% dos americanos creem que vacinas da Covid têm microchips

Teoria da conspiração afirma que imunizante é "desculpa" para rastrear a população

Gabriela Doria - 21/07/2021 19h14

Parte dos americanos acreditam que vacina contra a Covid-19 contem “microchip” para rastrear pessoas Foto: EFE/José Jácome

Uma pesquisa realizada pelo jornal The Economist e a plataforma YouGov apontou que quase 20% dos norteamericanos acreditam que as vacinas contra a Covid-19 contêm um “microchip” que é implantado no ser humano no momento da imunização.

Deste grupo, 15% das pessoas afirmaram que esta teoria da conspiração é “provavelmente verdadeira”, enquanto que 5% disseram que a informação é “definitivamente verdadeira”.

O levantamento mostrou também que este grupo é composto por 27% de pessoas com idades entre 30 e 44 anos; 8% são eleitores do democrata Joe Biden e 29%, de Donald Trump. Cerca de 14% dos eleitores democratas e 32% dos republicanos compartilham esta teoria.

Desde o início da imunização contra a Covid-19, a teoria de que seres humanos teriam microchips implantados ganhou força. Os boatos foram potencializados com publicações nas redes sociais, incluindo supostos “especialistas” e “estudiosos” reforçando a tese. Segundo eles, governos e grandes corporações usam a justificativa da vacina para rastrear a população.

Recentemente, o presidente Joe Biden lançou uma ofensiva contra a disseminação de fake news sobre a pandemia da Covid-19. Para o democrata, a desinformação nas redes sociais tem “matado pessoas”.

Leia também1 642 mil pessoas não retornaram para a 2ª dose em São Paulo
2 Estudo aponta menor eficácia da Janssen contra variantes
3 Estudo: Pfizer gera 10 vezes mais anticorpos que a CoronaVac
4 'Era hipérbole quando falei de virar jacaré; podia virar bambi"
5 Estados que fazem fronteira com outros países receberão doses extras

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.