Leia também:
X Confira quais os procedimentos mais procurados para o verão

Buenos Aires enfrenta apagão geral em meio à onda de calor

Concessionárias culpam governo por congelar tarifas e causar prejuízo

Pleno.News - 11/01/2022 21h59 | atualizado em 12/01/2022 09h41

Buenos Aires registra apagão em meio à forte onda de calor Foto: EFE/Enrique García Medina

Em meio a uma intensa onda de calor, que ultrapassou 40 graus Celsius, uma queda de energia afetou cerca de 700 mil usuários ao norte e ao sul da região metropolitana de Buenos Aires, nesta terça-feira (11). O serviço foi interrompido depois que a demanda de eletricidade ultrapassou 27.000 MW, quando o termômetro marcou 38 graus.

O corte ocorreu na área de concessão da empresa Edenor, quando caiu a linha de transmissão que liga as subestações de Morón e Malaver, nos arredores de Buenos Aires, conforme informou a Entidade Reguladora Nacional de Eletricidade.

O problema afetou primeiro os municípios a noroeste da capital e depois se espalhou para a Cidade Autônoma de Buenos Aires.

A Edenor disse, em sua conta no Twitter, que já normalizou o fornecimento para 50% dos clientes afetados e que continuará trabalhando para restabelecer o serviço.

As quedas de energia são recorrentes há anos na Argentina quando o consumo de eletricidade dispara devido às altas temperaturas.

As concessionárias foram multadas, mas alegam que a não atualização das tarifas que cobram dos usuários, por decisão do governo, em um contexto inflacionário impede-as de realizar os investimentos necessários para garantir o abastecimento adequado.

*AE

Leia também1 Ômicron deve infectar mais da metade dos europeus nas próximas 8 semanas
2 TV Jovem Pan News tem novo comentarista: Bernardo Küster
3 AGU: STF ordenar vacinação infantil seria afronta ao governo
4 Anvisa cobra dados do Butantan sobre CoronaVac em crianças
5 Terremoto de leve intensidade atinge Divinópolis, em MG

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.