Leia também:
X Conheça as leis brasileiras que protegem as mulheres

Assista: Damares parabeniza as leitoras do Pleno.News

Ministra ressaltou que as mulheres estão tendo mais atenção do governo do que nunca

Pierre Borges - 08/03/2021 09h15 | atualizado em 08/03/2021 09h44

Ministra Damares Alves e a primeira dama Michelle Bolsonaro Foto: Reprodução

A ministra Damares Alves, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), enviou um vídeo ao Pleno.News, desejando a todas as nossas leitoras um feliz Dia Internacional da Mulher.

– Olá, amigos queridos do Pleno.News! […] Eu estou passando aqui hoje para mandar um abraço para todas as mulheres! Hoje é o Dia Internacional da Mulher. Mas, para nós, na verdade todo dia é dia da mulher. Todo mês é mês da mulher. Todo ano é ano da mulher – declarou a ministra.

Damares também aproveitou para dizer que as mulheres estão tendo mais atenção do governo do que nunca e valorizou as políticas públicas adotadas pelo Ministério em favor das mulheres.

– Nunca as mulheres foram cuidadas com tanto carinho como agora. Todas as mulheres estão sendo alcançadas por políticas públicas no meu país – comemorou a ministra.

De acordo com a pasta, em 2020 mais de R$ 123 milhões foram investidos em políticas para as mulheres, o maior valor nos últimos 5 anos. A maior parte dos recursos foi destinada ao Programa Mulher Segura e Protegida. A Casa da Mulher Brasileira (CMB) também teve um investimento expressivo de R$ 80 milhões, voltados para a construção e a implementação de unidades do programa de 2019 a 2020. Já o MMFDH investiu quase R$ 22 milhões para a capacitação profissional de mulheres.

As Casas da Mulher Brasileira (CMB) facilitam o acesso a serviços especializados da rede de proteção à mulher, servindo como auxílio no enfrentamento à violência contra elas.

Para Cristiane Britto, da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres (SNPM), a CMB é um importante instrumento para enfrentar o alto índice de violência contra a mulher em todo o país.

Segundo publicação de outubro de 2020 do Anuário Brasileiro de Segurança Publica, os chamados de atendimento à violência doméstica aumentaram em 3,8% no primeiro semestre do ano, enquanto as taxas de feminicídio aumentaram em 1,9% no período.

A ministra Damares Alves também chama atenção para o problema da dependência financeira vivenciado por muitas mulheres.

– A dependência financeira, a que muitas ainda estão sujeitas, acaba sustentando [a mulher] ciclos de violência. É por isso que este Ministério quer promover a independência financeira dessas mulheres, esposas e mães, para que sejam livres e tenham total autonomia em relação ao sustento e a todos os aspectos de suas vidas – afirma.

Além dessas ações, a SNPM investiu mais de R$ 5,6 milhões na aquisição de 37 viaturas, por meio de 11 convênios, com a finalidade de enfrentamento à violência contra as mulheres.

Em outubro do ano passado, a ministra também ampliou a central do Disque 100 e Ligue 180, possibilitando que as denúncias fossem feitas pelo Whatsapp e reduzindo o tempo de espera pelo atendimento.

Leia também1 Mulheres de direita são maioria na bancada feminina da Câmara
2 Conheça as leis brasileiras que protegem as mulheres
3 Não deu certo: 5 campanhas mal planejadas de 8 de março
4 Veja a vida pregressa dos "Supremos": José Dias Toffoli

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.