Leia também:
X Livro ressalta importância da unidade da Igreja de Cristo

Yago Martins para José Genoino: “Regular igrejas é psicopatia”

Teólogo criticou os planos do petista de tentar criar uma agenda para atingir as igrejas cristãs

Leiliane Lopes - 21/11/2022 18h43 | atualizado em 21/11/2022 18h51

Yago Martins Foto: Reprodução Youtube

Em um vídeo compartilhado em seu canal do YouTube, o pastor e teólogo Yago Martins, da Igreja Batista Maanaim, comentou sobre a fala recente do ex-deputado federal José Genoino sobre uma possível regulamentação das igrejas.

Martins listou alguns pontos para mostrar seu descontentamento com a ideia do petista de criar um imposto para igrejas e buscar se aproximar dos evangélicos sem passar pela liderança.

A fala polêmica do ex-ministro de Lula, que foi preso em razão do Mensalão, foi dita durante entrevista para um blog de esquerda.

O teólogo então explicou que assim como igrejas, organizações não governamentais e partidos políticos também são isentos de impostos. Martins questionou se a proposta de Genoino seria para todas as entidades isentas, ou apenas para as igrejas cristãs.

– Se você quer que igreja pague imposto, bota partido político para pagar imposto também. Agora as ONGs todas vão pagar imposto (…). Ah, não? Não é para todo mundo? É só para gente que é igreja porque vocês odeiam igrejas. Odeiam os ideais conservadores, vocês odeiam a nossa fé, o modo como a gente escolheu viver a nossa vida – argumentou.

Yago Martins também falou sobre a pergunta da jornalista sobre regulamentar as igrejas que, para ela, representam hoje um quinto poder. O petista deu sua posição sobre o que é preciso fazer para regulamentar as igrejas sem parecer que é perseguição religiosa.

Então o teólogo comentou:

– Vocês são malucos, né? É claro que vocês estão perseguindo igrejas. Quando o objetivo é controlar, limitar, regular igreja, e vocês têm um caminho de limitar e regular outras instituições para poder chegar na igreja, isso é só psicopatia – afirmou.

E continuou:

– Tu está falando que o teu interesse é regular igreja e que quer regular outras instituições ao lado da igreja. A gente tem aqui uma história do bem contra o mal. Tem gente querendo viver a sua fé, e tem gente querendo impedir, dificultar, a vida de quem vive pacificamente a sua fé – disse.

Assista:

Leia também1 Brasileiro tatua nome de Elon Musk na testa para ir a Marte
2 Gleisi: Lula não deve anunciar ministros nesta semana
3 Ministro do TCU explica áudio vazado: "Mal interpretado"
4 Tarcísio anuncia primeiro nome de sua equipe no governo de SP
5 Weber: Descumprimento de decisões judiciais é inadmissível

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.