CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Após recorde, Deive Leonardo é destaque no Fantástico

Teólogo critica atual geração por falta de empatia

Rodrigo Silva comparou repercussão de vídeos contrastantes

Pleno.News - 12/07/2020 18h17 | atualizado em 04/08/2020 14h40

Arqueólogo e teólogo critica falta de empatia Foto: Reprodução

O arqueólogo e teólogo Rodrigo Silva publicou, neste domingo (12), uma crítica pública sobre a falta de empatia e inversão de valores da geração atual.

Ele comparou a repercussão de dois vídeos do YouTube que foram sugeridos pela rede social para ele.

Um vídeo é da youtuber Camila Loures, em que ela mostra o dia em que comprou todas as caixas de bombom do supermercado. O vídeo apresenta a youtuber fazendo festa com os amigos na compra das caixas e depois contando as caixas em casa. Ele faz parte de uma série de vídeos da mesma natureza no canal dela.

Logo abaixo, na lista de sugestões do YouTube para o arqueólogo, está um vídeo publicado pela Igreja IERBE sobre a fome no Haiti. O título demonstra a gravidade da situação de extrema pobreza enfrentada: “crianças no Haiti comendo bolachas de barro”.

– Um vídeo sem qualquer propósito espiritual, acadêmico, filosófico ou até Mesmo de entretenimento saudável gerando 1,7 milhão de visualizações, enquanto outro mostrando a fome a urgente necessidade de irmãos tendo uns míseros 17 mil views. São exemplos assim que me fazem posicionar como me posiciono sobre certos protestos, manifestações e ideologias (…) Onde está a indignação popular nestas horas? – escreveu.

View this post on Instagram

Às vezes o acaso nós leva a refletir. Vejam os dois vídeos sequenciais que apareceram no meu feed do YouTube. Não pude deixar que o momento passasse em branco sem compartilhar meus pensamentos com vocês, ao comparar os dois vídeos. Sinceramente tenho muita dificuldade de entender a mentalidade de nossa geração. Sei que muitos protestarão contra esse post defendendo, justificando, dizendo que minha comparação não procede, que estou confundindo as coisas. Enfim, talvez faltam-me, de fato, neurônios e sinapses suficientes para entender. Um vídeo sem qualquer propósito espiritual, acadêmico, filosófico ou até mesmo de entretenimento saudável gerando 1 milhão e 700 mil visualizações, enquanto outro mostrando a fome e a urgente necessidade de irmãos tendo uns míseros 17 mil views. São exemplos assim que me fazem posicionar como me posiciono sobre certos protestos, manifestações e ideologias. Muitos perguntam: onde está Deus que não vê a miséria humana? Eu pergunto diferente: onde está a indignação popular nestas horas? Crianças comendo barro para matar a fome e uma notícia dessas não gera nenhuma comoção? Nem mesmo uma passeata ou manifestação de artistas, políticos e jornalistas? E não venha me dizer que as religiões não estão fazendo nada. Há uma lista enorme de religiosos e religiosas de todas as crenças atuando como voluntários nestes países. Ainda é pouco, mas estão fazendo. Talvez seja por isso você não os viu protestando em praça pública. Estavam ocupados demais fazendo o trabalho de Cristo por ideal e não por ideologia. Qualquer sociólogo sabe que números podem ser indicativos de tendências sociais e esses números do YouTube me revelaram muita coisa. Que mundo de valores invertidos! Prefiro, pela graça de Cristo continuar agindo por ideal e não por ideologia, de maneira discreta, fazendo a minha parte, mesmo que alguns me considerem alienado só porque não compro o discurso do modismo ético. Sei que o Diabo atua neste mundo, mas muitos de nós seres humanos já nos tornamos tão indiferentes ao sofrimento que nos emancipamos no mal. Deus nos ajude nestes tempos em que vivemos.

A post shared by Rodrigo Silva – Arqueologia (@rodrigosilvaarqueologia) on

O teólogo terminou sua reflexão declarando que prefere “continuar agindo por ideal e não por ideologias”.

Leia também1 86 milhões de crianças devem entrar na pobreza após Covid
2 MK Music doa 1 tonelada de alimentos a famílias carentes
3 Após críticas, Bia Doria diz que fala foi 'tirada de contexto'
4 Restaurantes poderão doar refeições não vendidas
5 Grávida dá à luz filho durante coma por causa da Covid-19

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo