CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Cristãos ganham direito de fazer cultos na Arábia Saudita

Sexo está liberado na Seleção, mas cultos são vetados

O técnico Tite manteve a proibição feita em 2015 por Dunga

Camille Dornelles - 06/06/2018 13h00 | atualizado em 06/06/2018 13h20

Cultos são proibidos durante concentração da Copa do Mundo Foto: Reprodução

Após marcar o gol que o pôs de volta aos gramados, Neymar glorificou a Deus. Quando souberam da convocação, outros jogadores emitiram mensagens de fé. Esses fatos comprovam que a religiosidade é parte importante na vida de muitos dos convocados para a Copa do Mundo.

Mesmo assim, o técnico Tite resolveu manter a decisão tomada em 2015 por Dunga de proibir cultos religiosos na concentração. Edu Gaspar, coordenador técnico da Seleção, sugeriu manter a medida pelo bem da unidade do grupo.

Outras atividades, no entanto, foram liberadas. Entre elas estão as relações sexuais, e não há restrições. Jogadores podem levar parceiros e parceiras para dentro da concentração durante os dias em que não há treinos.

– Folga é folga. Tem que descansar e cada um faz o que acha melhor para si. Todo o trabalho necessita de folga e descanso. Viemos de uma semana de treinamentos fortes. Na folga, é para aproveitar da maneira possível para voltar forte – afirmou Paulinho.

Leia também1 Taison, convocado para a Copa do Mundo, é fã de Bruna Karla
2 Entenda a suspensão do jogo entre Argentina e Israel
3 Após marcar gol em amistoso, Neymar agradece a Deus