Leia também:
X Cristãos, pai e filho são atacados pelo Estado Islâmico no Egito

“Rainha Elizabeth II foi fiel discípula cristã”, diz arcebispo

A monarca britânica também era governadora Suprema da Igreja da Inglaterra

Leiliane Lopes - 08/09/2022 17h55 | atualizado em 08/09/2022 20h10

Após o anúncio da morte da rainha Elizabeth II, o arcebispo da Igreja da Inglaterra, Justin Welby, emitiu um comunicado falando sobre a vida cristã que a monarca sempre exerceu.

Segundo ele, a rainha mostrou “sinais de uma fé cristã profundamente enraizada” em diversos momentos da vida, como o luto pela perda de seu marido, príncipe Philip, que faleceu em abril de 2021, durante a pandemia.

– Como uma fiel discípula cristã, e também governadora Suprema da Igreja da Inglaterra, ela viveu sua fé todos os dias de sua vida. Sua confiança em Deus e profundo amor por Deus foram fundamentais em como ela levou sua vida – hora a hora, dia a dia – escreveu Welby.

Elizabeth II nunca escondeu sua crença em Jesus e em suas mensagens de Natal, que eram transmitidas pela TV, ela sempre falava de fé.

– Para mim, os ensinamentos de Cristo e minha própria responsabilidade pessoal diante de Deus fornecem uma estrutura na qual tento conduzir minha vida. Eu, como muitos de vocês, extraí grande consolo em tempos difíceis das palavras e do exemplo de Cristo – disse a rainha na mensagem de Natal na virada do milênio, como lembrou o arcebispo.

Leia também1 Arco-íris duplo surge em céu de Londres na despedida da rainha
2 Bolsonaro decreta 3 dias de luto oficial pela morte de Elizabeth II
3 Pelé lamenta morte de Elizabeth II e lembra evento com a rainha
4 Charles III assume trono e faz 1º pronunciamento como rei
5 Reino Unido: Morre, aos 96 anos, a rainha Elizabeth II

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.