CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X 60% vê Covid-19 como sinal de Deus para humanidade mudar

Nilma, do Grupo Logos, deixa legado de fé na música cristã

Nilma Soares faleceu nesta terça-feira, após luta contra o câncer

Camille Dornelles - 19/05/2020 16h53 | atualizado em 19/05/2020 17h41

Pastor Paulo Cezar e a esposa Nilma Soares, do Grupo Logos Foto: Divulgação/Grupo Logos

Nesta terça-feira (19) faleceu a cantora Nilma Soares da Silva, integrante do Grupo Logos juntamente com seu marido, pastor Paulo Cezar. A notícia da morte de Nilma foi dada pelo esposo através de sua rede social. Nilma lutava contra um câncer e havia passado por uma cirurgia no coração após um infarto.

O casal teve grande notoriedade na música cristã e ainda é considerado um dos de maior relevância no cenário protestante. Gravou 18 álbuns e dois DVDs.

DE AMIGOS DE INFÂNCIA A CASAL MISSIONÁRIO
Paulo Cezar Silva e Nilma Soares se conheceram na Igreja Congregacional de Campo Grande, no Rio de Janeiro, ainda na infância, e foram juntos estudar Teologia no Seminário Bíblico Palavra da Vida, em Atibaia, São Paulo. Lá, se aproximaram e se envolveram rapidamente com o ministério musical. Eles passaram a integrar viagens missionárias como cantores e também como seminaristas.

A amizade deles se tornou em namoro e, em 1974, se casaram. Paulo Cezar se tornou amigo de outro seminarista, chamado Jayro Gonçalves, que também gostava de cantar. Eles, então, decidiram criar um grupo, que foi batizado de Grupo Elos.

TRAJETÓRIA DO GRUPO
O Logos se tornou conhecido principalmente entre os anos 80 e 90. A trajetória musical e ministerial do Grupo Logos teve início no ano de 1981 e recebeu seu nome por fazer parte da Missão Evangélica Logos.

Antes do Grupo Logos, o casal já fazia sucesso com o Grupo Elo, do qual também fazia parte o casal de cantores Jairo e Hélia Trench Gonçalves, falecidos em um acidente em 1981 com o filho André.

A morte da família de amigos foi um momento de grande angústia, mas a música In Memorian, escrita por Paulo Cezar, nasceu desta saudade e se tornou um dos sucessos do casal. Alguns sucessos foram Autor da Minha Fé e Portas Abertas.

Entre os anos de 1982 e 1989, o grupo lançou um álbum por ano. O primeiro trabalho foi o Caminhos (1982) e o último, o Acústico Linha do Tempo (2013). As músicas do grupo foram regravadas por grandes artistas, como Alex Gonzaga, Cristina Mel e Carlinhos Felix.

Com o Grupo Logos, o casal promoveu diversas ações missionárias a cada ano. As missões foram realizadas de forma independente e, muitas vezes, divulgadas apenas depois de sua realização.

DISCOGRAFIA
1982: Caminhos
1983: Um Novo Dia
1984: Situações
1985: Mão no Arado
1986: Minhas Mãozinhas (disco infantil)
1987: Portas Abertas
1988: Uma Nova Canção
1989: Expressão de Louvor
1991: Novo Chão
1992: Onze Anos
1993: Autor da minha fé
1995: Melhores Momentos
1996: Conteúdo
2001: Marcas
2002: Tributo 1 e 2 (Álbuns ao vivo)
2006: Pescador
2007: Ao Vivo no Theatro da Paz
2013: Acústico: Linha do Tempo

Leia também1 Esposa de fundador do Grupo Logos está em estado grave
2 Esposa do líder do Logos tem melhora após procedimento
3 Morre esposa do líder do grupo Logos: "Nilma descansou"

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo