Leia também:
X Especialista: ‘Anticristo irá controlar o mundo através da economia’

Pastores convocam cristãos a orarem pela paz em Israel

Líderes evangélicos destacam que intercessão por Jerusalém é ordenança bíblica

Thamirys Andrade - 14/05/2021 15h01 | atualizado em 14/05/2021 15h03

Confronto entre Israel e Palestina já deixa dezenas de vítimas Foto: EFE/EPA/Abed Al Hashlamoun

Preocupados com a escalada de confrontos entre Israel e Palestina nos últimos dias, líderes evangélicos têm usado suas redes sociais para lembrar cristãos da necessidade de orar pela paz na região.

O evangelista Franklin Graham, filho de Billy Graham, lamentou o quadro de guerra e lembrou que a Bíblia orienta a orar pela cidade santa.

– Tenho muitos amigos que moram em Israel, tanto árabes quanto judeus, por isso estamos muito preocupados com a situação lá. Pessoas foram mortas, famílias estão se encolhendo de medo em abrigos antiaéreos e precisam de nossas orações. Como somos ordenados nas Escrituras, vamos “orar pela paz de Jerusalém” – pediu Graham em publicação no Facebook.

O pastor da Fellowship Church em Grapevine (EUA), Ed Young, compartilhou fotos dos ataques, e incentivou os seguidores a pedirem a Deus pela proteção aos inocentes.

– Ore comigo. Para proteção dos inocentes. Pela paz. Para entes queridos perdidos. Para nossos líderes. Em nome de Jesus. Ore por Israel – escreveu.

Greg Laurie, pastor da Harvest Christian Fellowship na Califórnia, também destacou a ordenança acerca da intercessão pela paz na região.

– Todos nós precisamos orar por Israel. Eles foram bombardeados por mais de 1000 foguetes do Hamas, que é uma organização terrorista apoiada pelo Irã. A Bíblia nos diz para “orar pela paz de Jerusalém” (Salmos 122: 6).

Tony Evans, líder da Oak Cliff Bible Fellowship em Dallas, no Texas (EUA), relembrou sua recente passagem pelo Oriente Médio e disse que seu coração está com as vítimas.

– Meu coração está com as pessoas afetadas pelo conflito intensificado do Oriente Médio. Tendo visitado recentemente aquela região, lembro-me das muitas pessoas maravilhosas que conheci, e peça a todos nós que oremos por aqueles que estão sofrendo – orientou.

CONFRONTOS
Desde a última segunda-feira (10), a violência na Faixa de Gaza tem se intensificado, em meio a bombardeios, mortes e destruição. O grupo islâmico Hamas já disparou mais de mil foguetes contra Israel, a maioria interceptados pelo sistema antimísseis do país conhecido como Iron Dome.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, destacou que um preço alto será cobrado ao Hamas.

– Eu disse que cobraríamos um preço muito alto do Hamas. Fazemo-lo e continuaremos a fazê-lo com grande intensidade – declarou, após lançar um intenso bombardeio terrestre e aéreo na Faixa de Gaza nesta quinta-feira (13).

Até o momento, há 80 palestinos e sete israelenses mortos, incluindo crianças. Para a ONU, o confronto pode se tornar uma guerra em grande escala.

Leia também1 Soldados de Israel entram na Faixa de Gaza, informa Exército
2 Iron Dome: Saiba como funciona o sistema antimísseis de Israel
3 Bolsonaro: 'Conclamo pelo fim de todos os ataques contra Israel'
4 "Luta sendo travada pelo coração de Jerusalém", diz Netanyahu
5 Mísseis israelenses matam 103 palestinos, incluindo 27 crianças

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.