Pastores comentam rumores de profecia sobre a Síria

Líderes respondem se versículos do profeta Isaías fazem ou não referência ao atual conflito

Pleno.News - 07/02/2019 18h50

Capital da Síria, Damasco, é bombardeada Foto: EFE/Sana

A guerra na Síria, iniciada em março de 2011, já deixou mais de meio milhão de mortos no país. O conflito interno teve início com uma série de protestos populares e ganhou as proporções de uma violenta revolta.

Diante do quadro de destruição, alguns evangélicos começaram a se perguntar se a situação é resultado de uma profecia bíblica. Essas pessoas tomam como base o capítulo 17 do livro de Isaías. Nos versículos de 1 a 3, está escrito que Damasco deixará de ser cidade, se tornando apenas um monte de ruínas.

Visando evitar interpretações erradas, pastores explicam o erro de muitos que acreditam que a passagem é sobre os tempos atuais. Colunista do Pleno.News, o pastor Luiz Sayão contou que o texto de Isaías 17 não é uma referência apocalíptica.

– Fala de uma profecia cumprida na história de Israel. O julgamento divino se cumpriu, e seu desfecho foi ainda mais terrível: A Assíria conquistou Samaria em 722 aC, e o Reino do Norte sucumbiu; conforme as palavras dos profetas de Deus – disse.

O pastor Renato Vargens, outro colunista do Pleno.News, também esclareceu sobre a questão que causou burburinho nas redes sociais. Segundo ele, é comum que alguns cristãos tenham o hábito de interpretar textos de forma equivocada.

– Nessa passagem, ao contrário daquilo que alguns têm dito, o profeta não está tratando especificamente da Síria dos nossos dias. Infelizmente, tem surgido muita gente tentando interpretar o texto bíblico de forma que justifique o que hoje está acontecendo na Síria moderna, o que é um erro, visto que a Síria mencionada por Isaías, não é a Síria do nosso tempo. Isaías 17 trata de uma profecia que se cumpriu há 2.700 anos – declarou o pastor.

LEIA TAMBÉM+ Mãe que se recusou a abortar testemunha sobre milagre
+ Justin Bieber e Hailey fizeram sexo só depois do casamento
+ Feliciano rebate jornalista que criticou slogan de Bolsonaro


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo