Leia também:
X Juliana Santiago e o marido se batizam no Rio Jordão

Pastor Lucinho defende que suicídio não é falta de Deus

Pregador apoiou a campanha Setembro Amarelo

Camille Dornelles - 02/09/2018 15h01 | atualizado em 05/09/2018 12h48

Pastor Lucinho fala de suicídio e apoia campanha Setembro Amarelo Foto: Reprodução Instagram

Neste domingo (2), o pastor Lúcio Barreto Júnior, o pastor Lucinho, falou sobre depressão e suicídio pelas suas redes sociais. No Instagram, ele publicou uma mensagem de apoio à campanha Setembro Amarelo e afirmou que a depressão e o suicídio não são falta de Deus.

– Não corte seu pulso porque alguém já teve o Dele perfurado por você – declarou.

O pastor ainda afirmou que para a prevenção ao suicídio é preciso atenção dos amigos, familiares e pessoas próximas.

– Converse com as pessoas, especialmente as mais próximas e que parecem menos prováveis de se matar, porque muitas vezes são essas que estão mais perto de uma tentativa – alertou.

A campanha Setembro Amarelo visa conscientizar sobre o problema da depressão e prevenir casos de suicídio.

NÃO CORTE SEU PULSO PQ ALGUÉM JÁ TEVE O DELE PERFURADO POR VC! Converse com as pessoas, especialmente as mais próximas e que parecem menos prováveis de se matar, pq muitas vezes são esses que estão mais perto de uma tentativa. #JesusFreak #LoucosPorJesus @lojadolucinho @eloucosporjesus www.prlucinho.com.br www.viajecomlucinho.com.br www.youtube.com/user/prlucinho www.youtube.com/user/patyemimibarreto @ismael.sobrinho

A post shared by Pr. Lucinho (@prlucinho) on

No Brasil, o Centro de Valorização da Vida é uma das instituições que dão apoio emocional e trabalham para prevenir o suicídio. Para pedir ajuda ligue para o número 188 ou acesse o site.

Leia também1 Esposa abre o coração após suicídio de pastor nos EUA
2 Igreja em choque após pastor cometer suicídio na Califórnia
3 Max Lucado comenta suicídios e falta de esperança

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.