Leia também:
X MS reconhece religião como essencial na pandemia

Pastor e escritor Darrin Patrick morre aos 49 anos

Seacost Church emitiu nota sobre o caso

Ana Luiza Menezes - 08/05/2020 20h59 | atualizado em 08/05/2020 21h03

Darrin Patrick Foto: Reprodução

O pastor e escritor Darrin Patrick morreu, na quinta-feira (7), nos Estados Unidos. Além do livro O Plantador de Igreja, ele ficou conhecido pela rede de Plantação de Igrejas Atos 29.

Nesta sexta-feira, a Seacost Church emitiu uma nota sobre o falecimento de Darrin. O texto não informou a causa da morte.

– É com pesar que anunciamos a morte repentina do pastor Darrin Patrick. Darrin era um membro querido da família Seacost, da equipe de ensino, da equipe pastoral, e lamentamos sua perda. Darrin tinha um dom para ensinar a Palavra e um coração para incentivar outros pastores. Deus permitiu que a Seacoast fizesse parte da história de Darrin em um momento em que ele precisava de uma família. Ele foi um presente para nós e somos gratos pelo tempo que o Senhor o deu para nós. Sua influência e impacto não podem ser medidos. Estamos cercando a família Patrick com nossas orações e apoio durante esse período.

Post da igreja sobre a morte do pastor Foto: Reprodução

O líder da Seacost Church, Josh Surratt, também se pronunciou por meio de um vídeo. Ele disse que está com o coração partido e pediu oração por Amy, viúva de Darrin, e pelos quatro filhos do casal.

Surratt também afirmou estar certo de que Darrin está no céu com Jesus.

View this post on Instagram

A post shared by Seacoast Church (@seacoastchurch) on

Leia também1 MS reconhece religião como essencial na pandemia
2 Marcelo Bretas compartilha músicas cristãs em redes sociais
3 Ebook incentiva a reconstruir a vida perante as crises
4 Mães se unem em oração pelos filhos umas das outras
5 Pastor Luiz Sayão analisa textos bíblicos em podcast

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.