Leia também:
X Cantora Damares afirma: “Tenho orgulho de onde vim”

Papa Francisco revela sua canção de Natal favorita

Traduzida em 300 línguas e dialetos, a música é uma das mais tocadas

Ana Luiza Menezes - 27/12/2018 18h17 | atualizado em 28/12/2018 09h12

O papa Francisco Foto: EFE/ Angelo Carconi

Segundo informações do site Vatican News, reveladas nesta quinta-feira (27), a canção preferida do papa Francisco para a época do Natal é a famosa Noite Feliz. Ele confessou seu apreço pela música durante um evento realizado no início do mês.

A embaixadora da Áustria junto à Santa Sé, Franziska Honsowitz-Friessnigg, se encontrou com o pontífice durante uma reunião que abrangeu a presença de parlamentares austríacos. Segundo ela, na ocasião, dois versos da canção chegaram a ser entoados e o papa revelou o quanto gosta da música.

Após o encontro com o grupo austríaco, Francisco participou de uma Audiência Geral e elogiou novamente a canção.

– Na sua profunda simplicidade, esse canto nos faz entender os eventos da Noite Santa. Jesus, o Salvador que nasceu em Belém, nos revela o amor de Deus Pai – disse.

HISTÓRIA
Noite Feliz foi traduzida para 300 idiomas e dialetos e está entre as músicas natalinas mais famosas no mundo. A letra da canção foi escrita pelo sacerdote Joseph Mohr, em 1816, e teve sua melodia composta pelo professor e organista, Franz Xaver Gruber. Sua primeira interpretação aconteceu durante a cerimônia da Vigília de Natal do ano de 1818, na cidade austríaca de Oberndorf.

A versão para a língua portuguesa surgiu em 1912, por autoria de Frei Pedro Sinzig, que nasceu na Alemanha, mas trabalhou no Brasil por toda a vida. Em 2011, Noite Feliz foi declarada pela Unesco como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.

Leia também1 Cantora Damares afirma: "Tenho orgulho de onde vim"
2 Igreja que abriga família de refugiados celebra o Natal

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.