Leia também:
X Deputado critica Barroso: “Trava uma batalha contra evangélicos”

Organização faz live de oração em prol da Igreja Perseguida

Transmissão aconteceu no último fim de semana

Pleno.News - 27/09/2021 16h26 | atualizado em 27/09/2021 17h33

Segundo a Lista Mundial da Perseguição 2021, mais de 340 milhões de cristãos no mundo enfrentam algum tipo de oposição Foto: Pixabay

No último sábado (25), a organização Portas Abertas promoveu a Live Solidária #UmComEles, em seu canal no YouTube. A transmissão contou com momentos de oração pela Igreja Perseguida.

Assim como na primeira edição, que aconteceu em 2020, a Live Solidária, do último fim de semana, teve como objetivo conscientizar e levantar recursos para ajudar cristãos que são vítimas de perseguição.

No ano passado, a Igreja em todo o mundo foi afetada pela pandemia da Covid-19, e isso agravou ainda mais a situação dos seguidores de Jesus que já eram vulneráveis por causa da perseguição. Mesmo após um ano, ainda temos relatos de irmãos e irmãs que tiveram a ajuda humanitária de governos e organizações negada pelo fato de serem cristãos.

A live contou com convidados especiais como Alexandre Magnani, Baruk, Clovis Pinho, Dany Grace, Gabriel Guedes, Gerson Borges, Leonardo Gonçalves, Lito Atalaia, Luciano Claw, Marsena, Paulo Nazareth, Roberto Diamanso, Soraya Moraes, Thiago Grulha e Zé Bruno, que lideraram momentos de louvor e adoração.

Além disso, foram exibidos momentos de testemunhos dos cristãos perseguidos. Bispo Peres, Carlito Paes, Luca Martini, Rebeca Nemer e Sidney Costa compartilharam testemunhos de irmãos e irmãs que resistem à perseguição por amor a Jesus.

O pastor Hernandes Dias Lopes liderou um momento de reflexão, com uma devocional.

IGREJA PERSEGUIDA
Segundo dados da Lista Mundial da Perseguição 2021, mais de 340 milhões de cristãos no mundo enfrentam algum tipo de oposição como resultado da sua identificação com Cristo. Essa perseguição religiosa ocorre de diversas formas, como quando os cristãos são privados de liberdade religiosa; quando a conversão ao cristianismo é proibida pelo governo ou por grupos extremistas; quando os cristãos são forçados a deixar suas casas ou empregos por medo de violência ou pressão; quando eles são agredidos fisicamente ou até mesmo mortos por causa da fé; quando são presos, interrogados e torturados por não negarem a Jesus.

No último dia 24, a organização Portas Abertas divulgou em seu site que cristãos tiveram que fugir de ataques na Síria, visto que forças armadas da Turquia realizaram ataques no país.

– Os recentes ataques da Turquia no Nordeste da Síria expulsaram mais cristãos das casas, de acordo com o relato de líderes cristãos locais. A cidade de Tel Tamr, no Vale de Khabur, na Síria, é a maior da região atingida pelos ataques turcos nas últimas semanas – reportou a organização.

– Os bombardeios turcos destruíram duas escolas, um prédio municipal, uma padaria e uma linha de energia na área – disse Matai Hanna, porta-voz do Conselho Militar da Síria, ao portal de notícias VOA News.

Além de compartilhar informações sobre os desafios de cristãos não só na Síria, mas em diversos países, a Portas Abertas sempre apresenta pedidos de oração específicos com o propósito de que Deus socorra líderes e fiéis.

DO ISLÃ AO EVANGELHO
Em julho, o Pleno.News mostrou a história do pastor iraniano Nathan Rostampour. De família muçulmana, ele se tornou cristão aos 17 anos, quando ainda morava em Teerã, no Irã. Atualmente, ele mora nos Estados Unidos, onde fala abertamente sobre seu testemunho de fé e capacita líderes para a pregação do evangelho em locais em que há perseguição ao nome de Cristo.

Em sua trajetória, Nathan chegou a fazer parte de igrejas secretas. Por fim, acabou deixando o Irã. Nos EUA há 7 anos, ele auxilia cristãos por meio do ensino, discipulado e mentoreio por meio das redes sociais. Segundo Nathan, seu chamado é treinar líderes cristãos para o comando de igrejas em áreas de perseguição à fé cristã.

Atualmente, ele realiza cultos online, alcançando também pessoas do Afeganistão, Daguestão e Tajiquistão.

No final do mês passado, Nathan divulgou um vídeo destinado a cristãos brasileiros. Ele pediu que a Igreja do Brasil ore por cristãos do Oriente Médio.

Nathan Rostampour falou sobre os desafios e pediu oração por líderes cristãos que atuam em seu país.

– Muitos deles estão sendo procurados para serem presos – contou.

Nathan pediu ainda que as pessoas ajudem refugiados em seu próprio país.

Leia também1 Bancada evangélica repudia veto a missões em terras indígenas
2 Celebração do Esperança Rio é adiada para junho de 2022
3 Cristãos são presos por vender Bíblias em áudio, na China
4 África: Aumenta a perseguição a cristãos de Congo e Moçambique
5 Igreja brasileira levanta clamor por cristãos perseguidos

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.