Leia também:
X Papa volta a celebrar missa com público no Vaticano

Oração e meditação crescem na pandemia e auxiliam saúde

Google registrou que quantidade de pesquisas feitas pela palavra "Deus" nunca foi tão grande

Camille Dornelles - 18/05/2020 15h58

Oração e meditação trazem benefícios na prevenção de doenças Foto: Pixabay

No mês de abril, a plataforma de dados Google Trends apontou que a quantidade de pesquisas feitas pela palavra “Deus” nunca foi tão grande. Ela chegou ao pico mundial, junto com os termos “oração” e “meditação”. A maior concentração desses termos foi em países que enfrentam quarentena ou lockdown.

Atrelada à fé e à oração, a meditação estabelece uma conexão espiritual, que é reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como benéfica para a prevenção de doenças. Além disso, momentos de crise se mostram um terreno mais propício para a espiritualidade.

Uma pesquisa feita com moradores do Reino Unido, o terceiro país com mais casos de coronavírus no mundo, apontou que uma a cada cinco pessoas que se declaravam céticas recorriam a Deus nos momentos de crise. O levantamento entrevistou 2.069 adultos.

As pessoas não religiosas que afirmaram orar em momentos difíceis, alegam que o fazem porque talvez haja a possibilidade do problema ser solucionado.

Pesquisas por oração e meditação cresceram durante quarentena Foto: Reprodução

BENEFÍCIOS PARA A SAÚDE
Com este panorama, a meditação e a oração aumentaram durante a pandemia da Covid-19. A psicóloga cristã Rosângela Ferreira defendeu ao Pleno.News que as práticas são importantes para manter a saúde.

– A meditação é um exercício poderoso contra a ansiedade e o nervosismo. A oração é uma prática espiritual que traz benefícios além daqueles relacionados à fé da pessoa. Externar anseios e angústias para um ser superior promove calma para quem ora e traz os benefícios de uma sessão terapêutica, por exemplo. Diminui estresse, pressão arterial e ativa o sistema imunológico – aponta.

Um estudo que corrobora com o descrito pela psicóloga foi feito por cientistas da Universidade Duke, nos Estados Unidos. Eles atestaram que a pessoa que tem fé vive 25% mais que os descrentes. Além disso, tem mais saúde física e mental, pressão arterial normal e um sistema de defesa orgânica muito mais forte.

De acordo com a jornalista Izilda Portela, especialista em Terapia de Família e em Liderança Avançada, cultivar a fé é fundamental nesta época.

– Em tempo de crises é confortante a certeza de que quem sustenta a nossa vida é Deus, quem nos dá paciência e sabedoria para enfrentar as grandes provas é Deus, quem nos faz mais que vencedores é Deus. Então, diante da calamidade não há o que temer, pois a nossa fé está firmada no Senhor – declarou ao Pleno.News.

Leia também1 Confira 8 filmes cristãos sobre família e onde assisti-los
2 Rafa Kalimann, do BBB 20, faz participação em clipe gospel
3 'Igreja sairá da pandemia mais forte', afirma pastor africano

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.