Leia também:
X Rio: Avanço da variante Delta adia reabertura de atividades

Morre Cleusa Piragine, esposa do pastor titular da PIB de Curitiba

Ela liderou a igreja nos últimos 33 anos ao lado do marido

Pierre Borges - 26/08/2021 12h52 | atualizado em 14/10/2021 14h15

Cleusa Piragine
Cleusa Piragine Foto: Reprodução/YouTube/Paschoal Piragine Jr.

Morreu na manhã de quarta-feira (25), aos 63 anos, Cleusa Ferreira Piragine, esposa do pastor Pachoal Piragine, titular da Primeira Igreja Batista (PIB) de Curitiba. Cleusa estava desde terça (24) na UTI devido à insuficiência respiratória causada por uma doença degenerativa autoimune, contra a qual já lutava há nove anos.

Nesta quinta-feira (26), a PIB realiza um culto de ação de graças pela vida de Cleusa, que liderou a igreja ao lado de seu marido pelos últimos 33 anos. A organização do evento pediu que as pessoas evitem aglomeração na cerimônia, que teve início ao meio-dia.

A cerimônia está sendo transmitida ao vivo e pode ser assistida a seguir.

O marido e os filhos de Cleusa assinaram juntos um texto em homenagem a ela, dizendo: “Cleusa Piragine, encontrou o Senhor e Salvador da sua vida. Exemplo de fé e coragem, [ela] deixa uma imensa saudade e um legado de amor e serviço. Nossos corações estão completamente partidos, mas eternamente gratos por termos convivido com ela, o amor encarnado. Ela continuará a viver todos os dias em cada um de nós! Te amamos ontem, hoje e sempre”.

O texto termina com o versículo encontrado na carta de Paulo aos Efésios 3:20-21, que diz: “Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera, a ele seja a glória, na igreja e em Cristo Jesus, por todas as gerações, para todo o sempre. Amém!”

Leia também1 Bia Kicis aparece de cadeira de rodas e preocupa seguidores
2 Carla Zambelli teme ser uma das próximas a ter redes deletadas
3 Bolsonaro sobre impeachment de Moraes: "Estou praticamente sozinho"
4 Bolsonaro: "Não acredito em guerra civil. Não provocamos"
5 Brasil criou 316,6 mil vagas de emprego em julho, aponta Caged

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.