Leia também:
X Talibãs ‘caçam’ e matam parente de jornalista no Afeganistão

Moeda de 1.500 anos que retrata crucificação de Jesus é achada

Arqueólogos israelenses encontraram o artefato

Pierre Borges - 20/08/2021 15h12 | atualizado em 20/08/2021 15h24

Moeda foi cunhada no ano de 638 ou 639
Moeda foi cunhada no ano de 638 ou 639 Foto: Amir Gorzalczany/Autoridade de Antiguidades de Israel

Uma equipe de arqueólogos israelenses encontrou na cidade de Ramat Ha-Sharon, próxima de Tel Aviv, diversos artefatos datados de 1.500 anos atrás, incluindo uma moeda em que pode estar sendo representada a crucificação de Cristo.

A moeda, cunhada em 638 ou 639 pelo imperador bizantino Hércules, mostra, em uma de suas faces, o imperador com seus dois filhos, enquanto, na outra, apresenta uma cruz no Gólgota, local em que Jesus foi crucificado.

Também é possível notar que há, na moeda, inscrições gravadas em grego e, possivelmente, em árabe. Segundo o diretor da escavação, Dr. Yoav Arbel, as letras podem retratar o nome do dono da moeda, indicando que ele a teria “assinado” e guardado como um bem valioso.

Também foram encontradas evidências de atividade agroindustrial no local durante o período bizantino, como um lagar de vinho, além de restos de argamassas e pedras de moer que eram usadas para triturar trigo e cevada.

Outro achado importante foi uma corrente de bronze, utilizada para suspender lustres que eram comuns em igrejas daquela época, de acordo com o canal CBN News.

O prefeito de Ramat Ha-Sharon disse que está “emocionado” com as descobertas e quer que o local seja incorporado à construção de um novo bairro nos arredores de Tel Aviv.

Leia também1 MP denuncia PM por torturar ex-governador Garotinho na cadeia
2 Família evangélica desaparecida é encontrada após 12 dias
3 Sem medo, povo se une na web e diz: #7deSetembroVaiSerGrande
4 Moraes manda o Banco Central bloquear conta de coalizão cristã
5 Alvo da PF, Otoni diz que povo vê STF como maior problema do país

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.