Leia também:
X Igreja Anglicana vai decidir até 2022 se aprova casamento gay

Primeira companhia aérea cristã será lançada em 2021

Judah 1 tem como objetivo transportar missionários para países em crise

Thamirys Andrade - 18/11/2020 17h40 | atualizado em 18/11/2020 18h59

Judah 1 está baseada no Aeroporto Regional de Shreveport, Louisiana, Estados Unidos Foto: Everett Aaron

Com o objetivo de dar asas à fé, uma organização sem fins lucrativos está lançando a primeira companhia aérea cristã do mundo. A Judah 1 terá como propósito auxiliar missionários a levarem o evangelho de Cristo e ajuda humanitária a países em crise ao redor do globo. O lançamento oficial está previsto para ocorrer em 2021.

A Judah 1 já trabalhava como companhia aérea privada no Aeroporto Regional de Shreveport, em Louisiana, Estados Unidos, chegando a transportar pequenos grupos missionários. Mas no próximo ano, deixará de ser privada para se tornar “um verdadeiro padrão de companhias aéreas”, afirmou o presidente e CEO da Judah 1, Everett Aaron, ao The Christian Post.

A empresa será certificada pela Administração Federal de Aviação dos EUA. Um dos pontos que a distinguirá das outras é que, na Judah 1, missionários não precisarão pagar pelas suas cargas. Outro diferencial importante é sua natureza humanitária, que permitirá sua entrada em países bloqueados, locais que as demais empresas não podem acessar.

– Seremos não programados e não precisamos ter rotas aprovadas. Isso significa que podemos ir aonde e quando quisermos, ao contrário da maioria das companhias aéreas que precisam ter determinados horários para voar e certas rotas – explicou Aaron.

A frota da empresa é composta de aviões menores para pequenas equipes, mas até 2021, eles pretendem adquirir grandes aeronaves com capacidade para centenas de pessoas.

– Até o final do ano que vem, gostaríamos de ter de três a quatro aviões grandes. Agora já temos em nossa frota um Boeing 767-200ER. Ele tem capacidade para 238 pessoas, e pode ir a qualquer parte do mundo e transportar 30 toneladas de carga – revelou Everett Aaron.

ORIGEM DA JUDAH 1
O sonho da companhia aérea cristã surgiu há cerca de três décadas. Aaron conta que na ocasião, Deus lhe deu uma visão de “aviões alinhados até onde se podia ver, cheios de comida, suprimentos médicos e Bíblias”.

– Os motores foram acionados e eles estavam prontos para partir. Havia pessoas na frente desses aviões, esperando para embarcar neles. Mas elas não entrariam nas aeronaves.

O CEO relata que ao perguntar a Deus o porquê de elas não poderem embarcar, recebeu a resposta de que elas não iriam ao campo missionário até que ele pegasse os aviões. “É para isso que estou te chamando”, ouviu ele.

Quase 30 anos depois, o sonho da Judah 1 se torna oficialmente realidade. Por ser lançada em um contexto de pandemia, Aaron garante que todos os protocolos contra à Covid-19 serão cumpridos para proteger os passageiros.

– Nossos aviões são higienizados. Temos uma máquina que literalmente mata 99,9% dos germes da aeronave. Depois de cada voo, fazemos isso – garante ele.

TRABALHOS ANTERIORES
A Judah 1 já atuou como companhia privada em momentos de crise humanitária. Em 2019, por exemplo, foi responsável por transportar a Blessing Operation, ajudando vítimas do furacão Dorian, nas Bahamas. Segundo o CEO, nas próximas semanas, eles atuarão fornecendo socorro à Guatemala, Nicarágua e Honduras, também recentemente atingido por tragédias naturais.

Leia também1 JMN vende panetones para ajudar missões na Cristolândia
2 Pr. Lucas lança single e clipe com a cantora Sarah Farias
3 Sony compra plataforma de streaming voltada para cristãos
4 Igreja Anglicana vai decidir até 2022 se aprova casamento gay
5 Girassol! Você também pode ser um!

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.