Leia também:
X Na China, livros religiosos são queimados publicamente

Olimpíadas de Tóquio recebem países que perseguem cristãos

Um dos competidores é o 2º país que mais persegue cristãos

Pierre Borges - 23/07/2021 15h37 | atualizado em 23/07/2021 16h35

olimpíadas - jogos olímpicos
Em alguns países, os cristãos podem ser executados Foto: Bryan Turner | Unsplash

As Olimpíadas de Tóquio, que começaram oficialmente nesta sexta-feira (23), contarão com atletas de 46 modalidades representadas por mais de 200 países. Entretanto, muitos deles estão incluídos na Lista Mundial da Perseguição, que classifica os países que mais perseguem cristãos no mundo.

Dos países que disputam os Jogos Olímpicos, 16 estão entre os 50 primeiros colocados na Lista organizada pela agência missionária Portas Abertas. Em muitos deles, é extremamente difícil viver como cristão. Mas estão presentes nas Olimpíadas há anos. Conheça um pouco mais sobre três desses países hostis ao evangelho e que estarão nas Olimpíadas: Afeganistão, Uzbequistão e Quênia.

AFEGANISTÃO
O Afeganistão participa dos Jogos Olímpicos desde 1936 e já esteve presente em 14 edições do campeonato. Em outubro de 1999, o Afeganistão foi banido dos Jogos Olímpicos de Sydney, devido ao rígido tratamento do regime Talibã dado às mulheres, vetando-as da prática de qualquer esporte. A proibição foi revogada em 2003, e o país voltou a participar em 2004. O Afeganistão ocupa a 2ª posição na Lista Mundial da Perseguição de 2021 e é impossível viver como cristão no país. Os seguidores de Cristo mantêm a fé em segredo, e os cristãos ex-muçulmanos enfrentam terríveis consequências se a nova fé for descoberta, tendo que fugir do país para não serem mortos.

UZBEQUISTÃO
O Uzbequistão participou pela primeira vez das Olimpíadas como país independente em 1994 e enviou atletas para competirem em todos os Jogos desde então. Entre os anos de 1952 e 1988, os atletas do país competiam como parte da União Soviética e, após a dissolução do bloco socialista, o Uzbequistão fez parte do Time Unificado, em 1992. O país está localizado na Ásia Central e ocupa o 21º lugar na Lista Mundial da Perseguição 2021. Os seguidores de Cristo no país podem ser agredidos pela família e pela comunidade, bem como ser obrigados a deixar o lar em que vivem por não abrirem mão do evangelho.

QUÊNIA
O Quênia participou pela primeira vez dos Jogos Olímpicos em 1956 e enviou atletas para competirem em todas as edições dos Jogos Olímpicos desde então, exceto nas olimpíadas de 1976 e de 1980. Os atletas do país se destacam nas modalidades de atletismo e boxe, mas os seguidores de Jesus enfrentam perseguição por lá. O Quênia ocupa o 49º lugar na Lista Mundial da Perseguição 2021 e, por mais que a maioria da população seja cristã, ainda existe perseguição. De modo especial, os cristãos ex-muçulmanos vivem sob constante ameaça de ataque por parte de amigos e familiares não cristãos, além do grupo extremista islâmico Al-Shabaab, que se infiltrou na população para monitorar as atividades dos cristãos.
Além deles, há outros países na Lista Mundial da Perseguição 2021, como Nigéria, China, México, Colômbia e dezenas de outros.

PERSEGUIÇÃO EM PAÍSES DE FORA DAS OLIMPÍADAS?
Pela primeira vez desde 1988, a Coreia do Norte, nação mais fechada do mundo ao evangelho e que ocupa o 1º lugar na Lista Mundial da Perseguição 2021, não participará dos Jogos Olímpicos. As autoridades do país decidiram não participar dos jogos em Tóquio sob o argumento de proteger os atletas da possível exposição ao coronavírus. Na Coreia, os seguidores de Jesus enfrentam perseguição extrema em todas as esferas da vida e vivem a fé em segredo, porque, se as autoridades descobrirem, eles podem ser mortos, presos ou enviados para campos de trabalho forçado.

A Rússia também não participará das Olimpíadas de Tóquio, devido a uma decisão da Corte Arbitral do Esporte (CAS). Em dezembro de 2020, o Tribunal decidiu banir a Rússia das competições esportivas mundiais até o fim de 2022. A punição veio após uma série de escândalos envolvendo doping, falsificação de testes e queima de arquivos comprometedores. A Rússia integra a Lista de Países em Observação, e são os cristãos ex-muçulmanos, nativos das regiões de maioria muçulmana, que carregam o peso da perseguição no país. Em algumas áreas, eles precisam manter a fé em segredo por medo de serem executados.

Leia também1 Judoca argelino se recusa a lutar com israelense e deixa Tóquio
2 Medalhas olímpicas de Tóquio são feitas de celulares velhos
3 Web critica narração de Galvão na abertura das Olimpíadas
4 Homem é preso por estuprar e enterrar mulher ainda viva
5 Chef cria hambúrguer de R$ 31 mil, o mais caro do mundo

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.