Leia também:
X 3 Palavrinhas estará pela 1ª vez na Atitude da Barra da Tijuca

Cristãos, pai e filho são atacados pelo Estado Islâmico no Egito

Salama e Hany foram mortos na Península do Sinai

Natalia Lopes - 08/09/2022 17h41 | atualizado em 08/09/2022 19h34

Cristãos, pai e filho são atacados pelo Estado Islâmico no Egito Foto: Portas Abertas

No último dia 30, o cristão Salama Moussa Waheeb e seu filho, Hany, foram baleados enquanto trabalhavam no campo em Gelbana, a 20 quilômetros do Canal de Suez.

Hany tinha 40 anos, era casado e tinha duas filhas. Os principais suspeitos fazem parte do Estado Islâmico (EI).

O assassinato de Salama e Hany coincide com o aumento da luta entre as forças armadas do Egito e militantes do Estado Islâmico. Duas semanas antes do ataque, cidadãos de Gelbana contaram ao jornal Mada Masr que três pessoas foram mortas por balas perdidas no conflito entre o EI e membros de comunidades tribais. O exército egípcio aconselhou os moradores da região a fugirem para os vilarejos vizinhos por causa da violência.

O Estado Islâmico tem liderado revoltas na Península do Sinai desde 2011. Em maio de 2017, o grupo extremista abriu fogo contra um comboio que levava cristãos, deixando 28 cristãos mortos. Recentemente, por causa da ação de extremistas islâmicos também, mais uma família perdeu dois cristãos.

O Egito ocupa a 20ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2022 e vive uma situação preocupante, com ataques violentos recorrentes, sobretudo no norte do país. Líderes cristãos, mulheres e outros grupos têm sido vítimas de esfaqueamentos e outros tipos de agressão porque seguem a Jesus. A Igreja Perseguida no Egito precisa das orações da igreja global.

A informação é do portal de notícias Wataninet.

Leia também1 3 Palavrinhas estará pela 1ª vez na Atitude da Barra da Tijuca
2 Pastor Claudio Duarte sugere dia para manifestação do PT
3 Flamengo: No auge da carreira, jogador Pedro testemunha sua fé
4 Pastor responde à psicóloga sobre a cura da depressão
5 Jornal Nacional abre espaço para o polêmico Ed René Kivitz

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.