Leia também:
X Lira manda ‘recado’ a Bolsonaro e fala em “sinal amarelo”

Malafaia: “Vamos orar! Acabamos de assistir à falência moral do STF”

Pastor protestou contra mudança de voto de Cármen Lucia em decisão que beneficiou Lula

Ana Luiza Menezes - 24/03/2021 21h10 | atualizado em 25/03/2021 09h09

Pastor Silas Malafaia Foto: Reprodução

Nesta quarta-feira (24), o pastor Silas Malafaia protestou contra o que chamou de “falência moral” do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele convocou cristãos para um momento de oração e pediu que seus apoiadores concordassem com o pedido que apresentou a Deus.

Em um vídeo publicado no YouTube, que mostra o momento de oração do pastor, ele criticou a ministra do STF, Cármen Lúcia, que alterou seu voto e viabilizou que a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidisse que o ex-juiz federal Sergio Moro foi parcial ao condenar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na ação do tríplex do Guarujá.

– Vamos orar! Acabamos de assistir à falência moral do STF. […] Vergonha! Cármen Lúcia, nomeada por Lula para o STF, em uma jogada imoral e vergonhosa muda seu voto e cancela todas as condenações de Lula – declarou o religioso, por meio de redes sociais.

Também no vídeo, Malafaia disse que a decisão a favor de Lula representa “uma afronta ao povo brasileiro”. Em seguida, ele fez uma oração e colocou todos os 11 ministros do STF diante de Deus.

Durante seu clamor, o pastor pediu ainda que os corruptos não voltem a governar o Brasil. Ele concluiu seu discurso com o texto de Provérbios 17:15, que diz: “O que justifica o ímpio, e o que condena o justo, tanto um como o outro são abomináveis ao Senhor”.

Confira, abaixo, o conteúdo publicado por Malafaia:

Leia também1 Malafaia pede que Bolsonaro convoque as Forças Armadas
2 Ao lado de Bolsonaro, pastores apregoam jejum pelo Brasil
3 "O STF condena inocentes e libera corruptos", protesta Malafaia
4 Lula ataca igrejas e Malafaia reage: "Jesus liberta da cachaça"
5 Malafaia detona prefeito evangélico que fechou igrejas

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.