Leia também:
X Em Miami, Edir Macedo e esposa mostram que tomaram vacina

Malafaia pede que Bolsonaro convoque as Forças Armadas

"O povo vai te aplaudir, o povo é trabalhador", disse o pastor, em mensagem contra medidas restritivas

Ana Luiza Menezes - 18/03/2021 19h44 | atualizado em 19/03/2021 11h44

Pastor Silas Malafaia Foto: Reprodução

O pastor Silas Malafaia publicou um novo vídeo nesta quinta-feira (18), pedindo que o presidente Jair Bolsonaro convoque as Forças Armadas para impedir as medidas restritivas impostas por prefeitos e governadores.

– Presidente Bolsonaro, convoque as Forças Armadas para estabelecer a lei e a ordem. Vamos à Constituição. Não estamos aqui pedindo golpe militar, nem ditadura militar, nem fechamento de Congresso ou de STF. Só o presidente da República tem autoridade para convocar estado de sítio ou de defesa, com a aprovação do Congresso Nacional. Estamos vendo governadores e prefeitos decretarem estado de sítio, toque de recolher, multa para quem está andando fora do horário. […] Eles não têm autoridade constitucional para decretar isso. O direito do povo brasileiro está sendo solapado – declarou Malafaia.

Segundo o religioso, prefeitos e governadores deveriam ser obrigados a pagar tributos de lojistas e o salário de funcionários das lojas fechadas por conta das restrições.

– Prefeitos e governadores teriam que ser obrigados a pagar o salário de empregados e o tributo de comerciantes pelo fechamento do comércio.

No vídeo, Malafaia também disse que bilhões roubados durante os governos do PT poderiam ter sido investidos em leitos. Ele afirmou ainda que o atual presidente da República está pagando pela irresponsabilidade de prefeitos e governadores.

Crise econômica e o lockdown na Argentina também foram temas abordados e criticados pelo pastor, que concluiu a gravação voltando a pedir a Bolsonaro que coloque as Forças Armadas nas ruas.

– O povo vai te aplaudir, o povo é trabalhador. O povo não quer migalhas de governantes. Deixa o povo ir e vir, e trabalhar. Põe as Forças Armadas na rua.

Leia também1 Ao lado de Bolsonaro, pastores apregoam jejum pelo Brasil
2 "O STF condena inocentes e libera corruptos", protesta Malafaia
3 Lula ataca igrejas e Malafaia reage: "Jesus liberta da cachaça"
4 Malafaia detona prefeito evangélico que fechou igrejas
5 Malafaia rebate Grupo Globo e denuncia perseguição religiosa

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.