CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X Priscilla Alcantara de críticas: ‘Coisa de quem não faz nada e pega no pé’

Homens e mulheres da Bíblia que passaram pela depressão

Conheça histórias de personagens que sentiram depressão e desejo de morrer, mas superaram suas crises

Rafael Ramos - 16/09/2019 15h48

Em I Reis 19, a Bíblia retrata um episódio onde o profeta Elias é ameaçado de morte pela rainha Jezabel, após ter matado os profetas de Baal. Temendo por sua vida, o tisbita foge para o deserto e se refugia debaixo de um pé de zimbro. No versículo 4, Elias pede a Deus para morrer: “Já basta, ó Senhor; toma agora a minha vida, pois não sou melhor do que meus pais”.

No decorrer do texto, o profeta é visitado por um anjo, que lhe oferece alimento. Em seguida, ele caminhou por 40 dias até o monte Horebe onde recebeu de Deus a mensagem de que haviam ainda sete mil pessoas dentre o povo de Israel que não haviam se dobrado aos falsos deuses.

Diante desse episódio, o pastor e escritor Douglas Borges, autor do livro Uma Luz Para Você – A Luta Contra o Suicídio (Editora Santorini) explica que, assim como Elias, outros personagens bíblicos também enfrentaram momentos depressivos onde desejaram a morte. Ele ainda esclarece que o cristão não está imune dessa situação.

– Depressão é uma doença e o nosso corpo está sujeito a doenças físicas e também mentais. O próprio Jesus vai dizer que no mundo nós teríamos aflições e essa aflição nos traz cansaço espiritual, físico e mental. Dessa forma, a depressão atinge a pessoa quando ela está sofrendo. Por ser um doença patológica, a depressão precisa ser tratada como qualquer outra. Por isso esses homens tiveram esses problema. Ser cristão não quer dizer que não posso sofrer e é preciso saber separar isso – disse Douglas ao Pleno.News.

A exemplo de Elias, veja abaixo outros homens e mulheres da Bíblia que encararam a depressão:

MOISÉS
Escolhido como libertador do povo de Israel da dominação egípcia, Moisés se entristeceu com o pecado de seu povo. Em outras ocasiões, Moisés se queixou da ingratidão da multidão, que reclamava copiosamente. Em Êxodo 32:32, diante do pecado dos israelitas, Moisés chega pedir a Deus que o risque de Seu livro. Mas, por várias vezes, o Senhor o confortou ao longo de sua árdua jornada.

NOEMI
Por causa da fome, Noemi saiu de Belém e partiu para Moabe juntamente com o marido e dois filhos. Lá, seus filhos – Malom e Quiliom – se casam, mas, tempos depois, os três homens da casa acabam morrendo. Noemi retorna para Belém na companhia de Rute e, ao chegar em sua terra natal, ela adota o nome de Mara “porque grande amargura me tem dado o Todo-Poderoso” (Rute 1:20). A amizade de Rute, que se casa com Boaz e dá luz a um filho, trouxeram a alegria de volta à pobre mulher.

SAUL
Primeiro rei de Israel, Saul era atormentado constantemente por um espírito mau enviado da parte de Deus e só sentia alívio quando Davi tocava sua harpa (I Samuel 16:23). Em I Crônicas 10, diante de uma forte batalha contra os filisteus, o monarca viu seus três filhos serem mortos por seus inimigos. Ferido gravemente por uma flecha, ele teme cair nas mãos dos oponentes e decide tirar a própria vida.

DAVI
Tido como o homem segundo o coração de Deus, Davi nunca escondeu suas frustrações e mazelas no decorrer de alguns de seus Salmos. No Salmo 38:4, ele lamenta que suas iniquidades são como carga pesada para as suas forças. No texto de II Samuel, o rei de Israel lamentou a morte de seus filhos: um que foi fruto do adultério com Bate-Seba (II Samuel 12:15-23) e Absalão, que foi morto em uma emboscada. Em II Samuel 18:33, ele questiona porque não morreu no lugar do herdeiro.


Conhecido tanto por sua paciência quanto pelas aflições sofridas no texto do Antigo Testamento, Jó sofreu com a grande perda de seus bens, de sua saúde e dos dez filhos de uma só vez. Ele ainda precisou lidar com comentários negativos da esposa e dos amigos. Em várias partes, Jó destrincha sua dor diante do quadro que vive e chega a amaldiçoar o dia do seu nascimento questionando por que não morreu ainda na madre (Jó 3:11).

JEREMIAS
Considerado o “profeta chorão”, Jeremias lutou com grande solidão, sentimentos de derrota e insegurança. Chamado para pregar, ele foi impedido de casar e ter filhos e conviva com a constante rejeição por parte das pessoas. Assim como Jó, ele amaldiçoou o dia em que nasceu e lamentou que saiu da madre para que seus dias “se consumam na vergonha” (Jeremias 20:18).

JONAS
No quarto capítulo do livro do profeta, Jonas pede que Deus tire sua vida, “porque melhor me é morrer do que viver” (Jonas 4:3). Isso se deu após Jonas pregar para os moradores de Nínive e anunciar que Deus traria destruição à cidade. Arrependidos de seus maus caminhos, o povo se rende ao Deus único, mas a atitude irrita o profeta. Ao final do livro, Deus confronta Jonas sobre seu orgulho e egoísmo.

JUDAS ISCARIOTES
Discípulo de Cristo, seu nome sempre será associado à traição. Ao se dar conta de que havia vendido o Filho de Deus por 30 moedas, Judas Iscariotes devolve o dinheiro para os sacerdotes e, tomada por grande remorso, decide se enforcar.

BUSQUE AJUDA
No Brasil, o Centro de Valorização da Vida é uma das instituições que dão apoio emocional e trabalham para prevenir o suicídio. Para pedir ajuda ligue para o número 188 ou acesse o site.

Leia também1 Em ação, Luiza Tomé diz que perdeu amigos para o suicídio
2 Fábio de Melo desabafa sobre depressão e saída do Twitter
3 Autores abordam depressão e suicídio em livros

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo