Helena Raquel lança ebook e audiobook Eu Não Sou Aitofel

"Não é preciso morrer no silêncio da angústia", declarou a pastora

Pleno.News - 10/07/2019 11h24

Pra. Helena Raquel lança versão digital do livro Eu Não Sou Aitofel Foto: Divulgação

Dois anos após o lançamento do livro Eu Não Sou Aitofel, no formato físico, a pastora Helena Raquel apresenta, nesta quarta-feira (10), o mesmo conteúdo nas versões em audiobook e ebook pela MK Books. Ela revelou sua satisfação ao Pleno.News por ver a mensagem que Deus lhe deu chegando a mais pessoas através da internet.

– Ver hoje o livro Eu Não Sou Aitofel, nas plataformas digitais, podendo ir mais longe me faz perceber o quanto os planos de Deus são simplesmente irrevogáveis. Num tempo onde eu não posso ainda estar em todos os lugares que eu desejo, sei que essa mensagem estará chegando em todos os lugares que Deus quer. Em meio às minhas muitas limitações, Deus está dando um alcance extraordinário à mensagem que Ele me confiou.

Pastora Helena espera que pessoas com deficiência visual possam ser alcançadas pelos assuntos abordados em Eu Não Sou Aitofel, principalmente a sua sogra que sofre dessa deficiência.

– Eu espero que o audiobook e o ebook façam pelas pessoas o que o livro físico tem feito até aqui com a ajuda do Espírito Santo. Que esse material possa curá-las e mostrar às pessoas que há vida após os ressentimentos, golpes, deslealdade e dor. Não é preciso morrer no silêncio da angústia. Minha expectativa é que milhares de pessoas no Brasil e no mundo sejam curadas e declarem também conosco “Eu não sou Aitofel”.

Capa do audiobook de Eu Não Sou Aitofel Foto: Divulgação

AITOFEL, O CONSELHEIRO TRAIDOR DO REI DAVI
O texto bíblico de 1 Crônicas 27:33 apresenta Aitofel como um dos conselheiros do rei Davi. No Salmo 55, Davi o chama de guia e íntimo amigo, mas lamenta a traição por parte do conselheiro. Aifotel era avô de Bate-Seba, mulher de Urias com quem Davi se envolveu enquanto ainda era casado.

Como parte de uma trama sórdida, Davi arma para que Urias morra em batalha e, dessa forma, possa desposar Bate-Seba. Ciente do pecado do rei e consumido pela decepção, Aitofel se uniu a Absalão, filho de Davi, em um golpe contra o monarca de Israel. Ambos tiveram um fim trágico: Aitofel se enforcou e Absalão foi morto em um emboscada pelos homens de seu pai.

Seguindo esse exemplo que inspirou seu livro, a pastora Helena Raquel encerra dando um conselho para que ninguém seja vítima de sua própria dor.

– Nós estamos vulneráveis a decepções, traições e ingratidões. Isso faz parte dos relacionamentos humanos. Eu não defendo a ideia de que um crente não pode ficar ressentido ou que uma pessoa magoada perde a salvação porque isso é drástico demais. O primeiro momento do ressentimento é como a dor. Eu não posso evitar ter a dor após uma pancada, mas preciso cuidar para que ela estanque. O ressentimento pode se se tornar uma raiz de amargura que contamina e faz com que muitos se desviem da fé. Não é o que fizeram comigo, mas o que eu farei com o que me aconteceu diante da ofensa e da dor. Eu preciso me levantar e permitir que, em Deus, essa dor estanque e ela começa com a declaração do perdão. Perdoe! Você não é Aitofel! – concluiu

LEIA TAMBÉM+ Pra. Helena Raquel assina com a MK e anuncia projetos
+ "A pastora é indispensável numa igreja saudável"
+ "Mudar é algo que deve começar no seu interior"


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo