Leia também:
X Está na hora de amar

Nos EUA, Franklin Graham convoca dia de oração e jejum

"Nossa nação está em um momento crítico. Precisamos clamar a Deus", declarou evangelista

Ana Luiza Menezes - 21/10/2020 14h38 | atualizado em 21/10/2020 14h42

Franklin Graham Foto: Reprodução

O evangelista Franklin Graham usou as redes sociais para convocar um dia de oração e jejum nos Estados Unidos. No próximo domingo (25), cristãos americanos devem se unir para pedir a ajudar de Deus.

Diante dos desafios provocados pela pandemia e em função das eleições presidenciais no país, o evangelista acredita que a Igreja precisa levantar um clamor. Em um post, ele citou uma história bíblica e lembrou de quando o povo de Israel pediu ajuda divina.

Graham destacou que sua nação enfrenta “um momento crítico”.

– Quando a sobrevivência da nação do Rei Josafá estava em jogo e o seu povo correu perigo por causa dos seus inimigos, ele pediu um jejum. O povo procurou o Senhor e a Sua ajuda, e Ele os livrou. Hoje, nossa nação está em um momento crítico. Precisamos clamar a Deus pela Sua ajuda, pela Sua intervenção e pela Sua misericórdia. É somente por Sua mão que a América sobreviverá e será capaz de prosperar novamente. Temos uma eleição a chegar com tanta coisa em jogo: duas direções muito diferentes para o futuro deste país. Isso não só nos afeta, mas nossos filhos e netos. Peço aos seguidores de Jesus Cristo que jejuem e orem pela nossa nação, no próximo domingo, 25 de outubro. Marque nos seu calendário e se prepare. Espero que indivíduos, famílias e igrejas se juntem a mim para pedir a ajuda do Senhor, para que seja feita a Sua vontade nesta eleição crítica. Você vai? – declarou.

When the survival of King Jehoshaphat’s nation was at stake and his people were in danger from their enemies, he called…

Posted by Franklin Graham on Saturday, October 17, 2020

Leia também1 Papa Francisco defende união civil entre homossexuais
2 Bolsonaro: 'Se for a vontade de Deus, espero ir à posse de Trump'
3 Israel recebe pela 1ª vez uma delegação dos Emirados Árabes
4 Ministro: "Queimar igrejas é uma expressão de brutalidade"
5 EUA: Donald Trump vai a culto e ouve que será reeleito

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.